Proveitos no Turismo continuam a acelerar face a 2013

Mapa de Portugal com Extensão da Plataforma Oceânica

Os dados do turismo em fevereiro medidos pela evolução das dormidas nos estabelecimentos hoteleiros nacionais continuou a registar aumentos expressivos em termos homólogos, +6,5%, ainda que a um ritmo mais moderado do que em janeiro (10,1%). O INE indica que a evolução positiva se suportou essencialmente na procura externa com as dormidas de não residentes a atingirem um aumento de 8,6%. Entre os residentes o aumento da procura face a fevereiro de 2013 foi mais modesto: + 1,9% (tinha sido de +9,6% em janeiro). Espanha, Franca, Estados Unidos e Reino Unidos foram dos mercados emissores mais dinâmicos com crescimentos acima dos dois dígitos, em fevereiro. Não menos importante do que a evolução das dormidas é o retorno das mesmas em termos de proveitos no turismo e, neste caso, a nota de destaque é a da aceleração dos proveitos totais quando se compara a variação homóloga de fevereiro com a de janeiro: em fevereiro de 2014 face ao mês homólogo os proveitos totais aumentaram 7,3% e tinha aumentado 6,4% em janeiro.
Em suma, apesar de o ritmo de crescimento das dormidas ter abrandado, tal não aconteceu nos proveitos o que revela que se está a obter uma melhor margem comercial por cada noite de estadia.

O Rendimento médio por quarto disponível subiu de €16,6 em fevereiro de 2013 para €17,3 em fevereiro de 2014. Os hotéis de 5 estrelas foram uma das raras categorias de alojamento onde se registou uma ligeira diminuição em termos homólogos (-3,4%).

Boas notícias para a indústria hoteleira a operar em Portugal.

Tagged under:

Deixar uma resposta