Pode vir a ser proibido o chefe despachar trabalho fora do horário laboral (na Alemanha)

Em rigor na França já é e na Alemanha é um costume antigo mas que agora, segundo o Diário Económico, e sob proposta do SPD  que é o parceiro mais pequeno da coligação governamental (da família do PS português), poderá vir a ser instituído como lei da federação, a prazo: não pode haver trabalho feito ou distribuído fora do horário laboral.
São frequentes os relatos de emigrantes portugueses que são confrontados no início das suas carreiras na Alemanha com este costume de não se ficar a trabalhar – por exemplo nos escritórios – depois do horário do contrato, pelo que a alteração agora implementada e generalizada não é, de todo, uma surpresa.

As justificações são de várias índole, desde o rigor do cumprimento do contrato a uma estratégia de combate ao stress que se considera nefasto para a própria qualidade do trabalho desenvolvido, até à singela preocupação com a saúde dos trabalhadores numa população ativa em franco envelhecimento. Na prática, apesar de haver um costume enraizado de cumprimento dos horários, este tem sofrido com a progressão do trabalho em horas extraordinárias e com o contacto permanente com o trabalho (via smartphones, por exemplo) e talvez por isso o legislador se tenha proposto atuar ou pelo menos, e para já, a procurar sensibilizar as empresas para o problema.

O ubíquo telefone da empresa tão conhecido e obrigatório junto dos quadros de direção intermédia e superior de muitas empresas deverá ter na Alemanha limitações de utilização, tal como o email. Ambos não deverão poder ser utilizados durante o período pós laboral. Dá-se o exemplo da Volkswagen que desliga os servidores de email interno entre as 18h45 e as 7h da manhã.

Tagged under:

1 Comentário

Deixar uma resposta