Pensões antecipadas descongeladas para maiores de 60 com 40 anos de contribuições

O governo esclareceu finalmente qual o enquadramento das pensões antecipadas para os próximos meses: pensões antecipadas descongeladas mas apenas para maiores de 60 e com 40 anos de contribuições.

Assim aos desempregados de longa duração que continuam a poder reformar-se antecipadamente como até aqui, juntam-se os trabalhadores com pelo menos 60 anos e com uma carreira contributiva de pelo menos 40 anos.

Quem não cumpra nenhuma ou uma destas duas condições continuará a ter de esperar que as passe a cumprir para requerer a reforma antecipada ou então reformar-se aos 66 anos, sem qualquer antecipação.

Note-se que a antecipação implicará sempre uma penalização que corresponderá a 0,5% no valor da pensão por cada mês que ainda falte face à idade legal para se reformar. Para um candidato à reforma com exatamente 40 anos de carreira e 60 anos de idade isso implicará uma perda de 36% face ao valor da reforma que receberia se esperasse até aos 66 anos, a este corte juntar-se-ia ainda o corte associado ao fator de sustentabilidade. A penalização será atenuada caso a carreira contributiva seja superior a 40 anos, sendo tante mais atenuada quanto mais extensa a carreira.

Tagged under:

2 Comentários

  • Augusto GomesResponder

    É caso para dizer que assim ninguém quer reformar-se.De facto 36% mais 12% do factor de sustentabilidade é um roubo que estes senhores do poder inventaram.Trabalhar 4o anos e reformar-se com, digo eu, tipo 200 euros/mês para quem ganha por volta do salário minimo é de bradar aos céus.E só com 43 anos de descontos, aos 65 anos de idade é que se pode reformar sem penalização e sem factor de sustentabilidade de 12%…Dar com uma mão e tirar com a outra…

  • antonioResponder

    isto é uma trapalhada pegada , tudo trapalhão e mal explicado mete nojo 64 anos e 43 de desconto tem penalização pelo factor de sustentabilidade ? Pode pedir a reforma em Janeiro de 2019 ? qual a penalização ?

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.