Licenciados têm peso crescente entre as atividades culturais e criativas

Estatísticas do Emprego 2013

Em 2012, 38% dos empregados em atividades culturais e criativas tinha formação superior um valor que é praticamente o dobro do registado entre o emprego total para a globalidade da economia (20%). Este é um de muitos dados sobre a cultura em Portugal que o INE hoje divulgou sobre a forma de publicação designada “Estatísticas da Cultura 2012“.

Neste publicação apresentam-se dados sobre a oferta e a procura de bens e serviços do setor da cultura, recorrendo a múltiplas fontes valorizada pelo INE. Eis alguns destaques:

Tendo por base a informação do Inquérito ao Emprego, constata-se que, em 2012, o sector cultural e criativo empregava 78,6 mil pessoas. Destas, 53,1% são homens, 62,1% têm entre 25 e 44 anos e 37,8% tinham como nível de escolaridade completo, o Superior. (…)

Empresas das atividades culturais e criativas

Através de informação obtida a partir do Sistema de Contas Integradas das Empresas, em 2011, do número de empresas do sector cultural e criativo (53 064) destacaram-se as que pertenciam às “Atividades das artes do espetáculo”, as quais representavam 27,9% do total das empresas deste sector, e as empresas de “Agências de publicidade” com 19,3% do volume total de negócios do sector cultural e criativo (5,1 mil milhões de euros).

Comércio internacional de bens culturais

Em 2012 o valor das exportações ultrapassou 86 milhões de euros, o que representa a preços correntes, um acréscimo de 29,3%, face ao registado no ano anterior. Por outro lado, o valor das importações de bens culturais, tendo ultrapassado 153,3 milhões de euros, apresentou um decréscimo de 15,6% face a 2011. Em resultado destes movimentos verificou-se um saldo negativo de 67,3 milhões de euros.

Património cultural

De acordo com o inquérito realizado, os 345 Museus registaram um total de 10,1 milhões de visitantes e detinham um acervo de 23,1 milhões de bens em 2012. Os mais visitados foram os “Museus de Arte”, com 29,6% do total
de visitantes. Do acervo total, 40,5% pertencia aos “Museus de Ciências e de Técnica”.

Artes plásticas

Em 2012, as Galerias de arte e outros espaços de exposições temporárias (803 espaços) promoveram 5 854 exposições e apresentaram 234 563 obras de 42 907 autores. Do total das obras expostas destacaram-se as de pintura e as de fotografia, representado, respetivamente, 21,1% e 15,1%.
Publicações periódicas
Em 2012, as 1 399 publicações periódicas registaram 25 398 edições; 518 milhões de exemplares de tiragem total e 395,2 milhões de exemplares de circulação total. Os jornais totalizaram 36% das publicações periódicas e 69%
da circulação total. As revistas representaram 47% do número total de títulos e 27% da circulação total. O número de exemplares vendidos correspondeu a 30% da circulação total.

Cinema

De acordo com os dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), realizaram-se em 2012 cerca de 635 mil sessões de cinema, com um total de 13,8 milhões de espetadores/as e 74 milhões de euros de receitas de bilheteira. Face ao total, cerca de 67% de espetadores/as e das receitas corresponderam a filmes de origem norte-americana. As coproduções representaram 22,7% das sessões, 22,3% de espetadores/as e das receitas. Aos 111 filmes portugueses exibidos corresponderam 3,9% das sessões, 4,9% de espetadores/as e 4,5% das receitas.

Artes do espetáculo

Para este domínio cultural os dados são obtidos a partir do inquérito anual aos Espetáculos ao Vivo.
No conjunto dos espetáculos ao vivo, em 2012 realizaram-se 27 566 sessões, com um total de 8,7 milhões de espetadores/as e uma receita de 65,6 milhões de euros. O teatro foi a modalidade que teve maior número de sessões (42,1% do total), mas foram os concertos de música rock/ pop que tiveram maior número de espetadores/as (1,7 milhões) e geraram mais receitas (38,6 milhões de euros).

Radiodifusão

Com base em informação recolhida pela Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), o número
de alojamentos cablados em 2012 era aproximadamente 4,1 milhões.
O número total de assinantes registou um aumento de 6,4% face a 2011, passando de 2,9 milhões para cerca de 3,1 milhões em 2012.

Financiamento público das atividades culturais

De acordo com informação do Orçamento Geral do Estado, a despesa consolidada da Secretaria de Estado da Cultura, em 2012 ascendeu a 167,7 milhões de euros, significando um decréscimo de 22,2% em relação a 2011.
Segundo os dados recolhidos através do Inquérito ao Financiamento Público das Atividades Culturais, em 2012 as Câmaras Municipais afetaram um financiamento de 401,5 milhões de euros às atividades culturais, fundamentalmente para os seguintes domínios: recintos culturais (19,2%), património cultural (17,7%), publicações e literatura (14,6%), atividades socioculturais (13%) e música (6,4%). (…)”

Tagged under:

Deixar uma resposta