Alunos portugueses entre os que melhor reconhecem a importância de "estudar no duro"

Um dado interessante do PISA 2012 (ver artigos anteriores hoje publicados aqui), é que os alunos portugueses classificaram-se entre os que mais valorizaram a veracidade de duas das afirmações que tiveram de comentar num exercício de aferição da atitude dos alunos face à escola/ensino.

De facto, 97% dos alunos concordaram com a afirmação “Trying hard at school will help me get a good job” (só na Costa Rica e na Albânia a percentagem foi maior) e 98% concordaram com “Trying hard at school is important” (percentagem idêntica à dos outros dois países com valores similares: Albânia e Croácia).

Este inquérito permite também aferir do grau de felicidade dos alunos e nesta parâmetro verifica-se que alguns dos países com os melhores desempenhos escolares registam também os piores indicadores de felicidade dos alunos, sendo particularmente significativo o que se passa na Coreia do Sul, o país com o pior resultado e no qual o suicídio entre estudantes é hoje um sério problema de saúde pública. Portugal localiza-se claramente acima da média em termos de felicidade dos alunos ainda que longe do topo ocupado pela Indonésia, Albânia e Peru. O gráfico seguinte foi extraído do relatório PISA 2012 hoje divulgado (clique aqui para extrair o PDF – em inglês).

Pisa felicidade

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS