Divergência de Portugal face aos seus parceiros acelera em Paridades do Poder de Compra

O INE conclui a versão provisória relativa a 2011 onde divulga as paridades de poder de compra. Recordamos que, segundo o INE, as “Paridades de Poder de Compra ou «PPC» são deflacionadores espaciais e conversores monetários que eliminando os efeitos das diferenças nos níveis dos preços entre países, permitem comparações em volume das componentes do PIB bem como dos níveis dos preços.

Em 2011, o PIB per capita, expresso em Paridades de Poder de Compra (PPC), situou-se em 77,4% da média da União Europeia,  representando uma redução em 2,9 pontos percentuais face ao ano anterior.

Ou seja, após se considerar o efeito das diferenças de preços (o nível médio de preços em Portugal foi de 82,4 face à média, 100, da União Europeia) verifica-se que o poder de compra em Portugal, comparado com o dos seus parceiros, se degradou muito significativamente em apenas um ano. O ritmo a que se destruiu rendimento superou o ritmo a que se ajustaram os preços (o índice passou de 83 para os já referidos 82,4 de 2010 para 2011). As disparidades em países dentro da União Europeia continuam a ser muito expressivas.

Tagged under:

Deixar uma resposta