Consumo de combustíveis em queda acelerada (gráfico)

[wp_ad_camp_1]

O Banco de Portugal divulgou recentemente o seu Boletim Estatístico e a informação aí contida tem vindo a ser analisada em pormenor pela imprensa e por alguns centros de análise económica. Destacamos em particular o gráfico preparado pelo GEE – Gabinete de Estratégia e Estudo do Ministério da Economia que apresenta a evolução do consumo de gasóleo e gasolina onde cada observação se traduz no consumo acumulado nos doze meses imediatamente anteriores. A evolução do gasóleo desde o início de 2012 apresentam uma queda muito acentuada que não parece estar a abrandar.

Eis uma breve nota do GEE que acompanha alguns dos gráfico que aqui apresentam:

“Em fevereiro de 2012, foram consumidas 87,9 mil toneladas de gasolina, o que compara com 98,0 mil toneladas no mesmo mês do ano precedente (variação média nos últimos 12 meses de -9,7%). Relativamente ao Gasóleo, foram consumidas 372,3 mil toneladas em fevereiro de 2012, valor que compara com 399,7 mil toneladas em fevereiro de 2011 (variação média nos últimos 12 meses de -6,9%).”

Numa economia ainda largamente dependente do consumo de combustíveis, este é certamente um indicador relevante para acompanhar a atividade económica. Como não é crível que tenha ocorrido um espetacular aumento da eficiência energética em tão curto espaço de tempo, esta queda acentuada e acelerada não augura nada de bom para o desempenho futuro da atividade económica.

Tagged under:

Deixar uma resposta