Revisão do INE revela recessão há 4 trimestre consecutivos

Como habitualmente, com a incorporação de nova informação e de dados mais precisos, surgem revisões nas estimativas relativas ao PIB e, no dia em que o INE avança com uma estimativa rápida do 3º trimestre que aponta para uma queda homóloga de 1,7% e para uma queda em cadeia de 0,4% do PIB, ficámos também a saber que afinal, no 2º trimestre o PIB não se ficou pelos 0% face ao trimestre anterior, caiu mesmo, 0,1%. É um detalhe apenas que sinaliza que desde o 4º trimestre de 2010 que o PIB português tem vindo a cair sucessivamente face ao trimestre imediatamente anterior. Assim deverá continuar por largos trimestres vindouros.

 

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.