Melhores Depósitos a Prazo em Setembro de 2011 (act.)

Como habitualmente estamos a atualizar o nosso ficheiro com a informação mais relevante relativa aos depósitos a prazo existentes em Portugal (clique aqui para aceder à página). A recolha não é exaustiva  mas anda lá perto e a partir de agora com a inclusão da oferta do Banco Invest aproxima-se ainda mais um pouco desse formato. Adicionalmente acrescentám0s dois campos que iremos progressivamente preencher que respondem às perguntas: o depósito admite renovações? E ainda se admite reforços.

Das atualizações que já efectuámos verifica-se que são raras as descidas nas taxas de juro e, quando as identificamos, parecem surgir enquadradas num objectivo de encaminhar os clientes para outros depósitos (outros prazos) que talvez sejam mais interessantes para a respetiva instituição financeira. Enfim, especulamos. O que é certo é que a taxa de juro média parece estar ainda a subir. Até ao momento atualizámos informação relativa ao Banco Invest, Banco Best, Banco BIG, Banif, BBVA, Barclays, Caixa Galicia, Banco Popular e Privat Bank. Nos próximos dias avançaremos com os principais bancos a operar me Portugal e os restantes.

Sendo raras as situações dúbias nas promoções dos bancos (mas não inexistentes), sublinhamos o aviso de que o principal interessado no seu dinheiro deve ser você: compare, leve o seu tempo e não despreze a Ficha de Informação Normalizada (FIN) que lhe facilita a tarefa de comparação. Recordamos que a FIN deve estar presente em qualquer canal pelo qual lhe tentem “vender” um depósito a prazo.

 Bons negócios.

Tagged under:

1 Comentar...

  • Francisco FredericoResponder

    Boa noite.
    Acabo de confirmar, junto da Caixa Galicia, agora designada Novacaixagalícia, que se trata de uma sucursal, em Portugal, da casa-mãe, e, como tal, sujeita ao direito espanhol.
    Está, por conseguinte, dispensada de participar no fundo de garantia de depósitos do Estado de acolhimento da Sucursal, uma vez que participa de um fundo equivalente, o Fondo de Garantia de Depósitos em Cajas de Ahorro.
    Em suma, aplica-se-lhe o mesmo caso do Deutsche Bank, como já aqui foi explicado, num cenário hipótetico da saída de Portugal do Euro.
    Já agora, lanço um desafio ao dono deste blog: que tal fazer uma lista de bancos a operar em Portugal não sujeitos ao direito português como estes dois aqui apresentados?
    Bom trabalho!

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.