FMI: a discrepância entre o poder formal e o poder económico

Com a disputa em torno da presidência do FMI que está em curso, está-se também a assistir a uma disputa que se assemelha ao antigo poder frente-a-frente ao novo poder. O primeiro protagonizado pelos países europeus, o segundo pelos BRIC. A revista The Economist “Light-weight BRICS” elaborou um pequeno gráfico onde se visualiza a discrepância entre o actual poderio económico dos vários blocos de países e os direitos de votos desss mesmos blocos no seio do FMI. Parece evidente que temos aqui um problema de governação da instituição. Paulatinamente o velho mundo vai ter de aprender a partilhar o que tomou por garantido, saberá fazê-lo de forma inteligente?

Tagged under:

Deixar uma resposta