Certificados de Tesouro passam a pagar 6,65% em Fevereiro 2011

O IGCP acaba de divulgar as taxas de juro aplicáveis a susbscrições de Certificados do Tesouro a partir de 1 de Fevereiro de 2011. Do comunicado que a seguir se reproduz , constata-se que as rentabilidades subir para os três períodos de subscrição-fronteira definidos: 1 ano, 5 anos e 10 anos (resgate obrigatório no 10º aniversário). Já actualizámos o nosso simulador para certificados do tesouro com as novas taxas. Eis as taxas para Fevereiro de 2011 (em parêntesis rectos o aumento em pontos percentuais face às taxas em vigor em Janeiro de 2011):

“Para as subscrições de certificados do Tesouro em Fevereiro de 2011 a:

  • Taxa ilíquida dos juros distribuídos anualmente do 1.º ao 5.º ano1,55% [+0,05];
  • Taxa ilíquida de juro anual garantida para uma aplicação a 5 anos5,80% [+0,45];
  • Taxa ilíquida de juro anual garantida para uma aplicação a 10 anos6,65% [+0,25].

IGCP, 27 de Janeiro de 2011″

Tagged under:

3 Comments

  • vitorResponder

    Parece-me que há uma correcção a fazer no simulador: a taxa bruta em Fevereiro, para uma aplicação a 5 anos, é 5,8 e não 5,6. Também o aumento em pontos percentuais face à taxa de Janeiro, para uma aplicação a 5 anos, é +0,45 e não +0,25 como está referido acima entre parêntesis rectos.

  • MapariResponder

    Muito obrigado Victor. Houve um erro de “simpatia” que seguiu em cascata até à asneira final. Está corrigido.

  • Manuel FreitasResponder

    Tem muita informação sobre economia o que o torna importante, dai me ter inscrito para o receber no meu email, faço votos para que continue e até melhorar o serviço informativo sobre a economia portuguesa .2011-01-28.

Deixar uma resposta