Condição de Recursos: mais 10 dias para entregar declaração (act.)

Quem recebeu a carta da Segurança Social na primeira leva (beneficiários do Abono de Família, essencialmente)  tem mais 10 dias (até 30 de Setembro) para fazer a entrega online da declaração exigida (via Segurança Social Directa).

Se por ventura ainda não tem os códigos de acesso ao serviço o tempo começa a escassear… Recorde-se que se não entregar a declaração poderá perder o direito à prestação social durante dois anos.

Nós por cá temos quem já tenha entregue e a experiência parece-nos algo absurda em vários pontos, com alguns indícios de ter sido tudo preparado em cima do joelho. Por exemplo, pedir ao cêntimo qual o montante em valores mobiliários detidos pelo agregado familiar a 31 de Dezembro de 2009 parece-nos um absurdo. Afinal esta exigência de conhecimento foi criada agora, ninguém foi avisado da necessidade de guardar extractos bancários (se é que os recebe), documentos que não são requeridos habitualmente (até agora) no relacionamento com a Estado. Ora pedir aos bancos extractos com 9 meses custa dinheiro, em alguns casos dezenas de euros. Tudo se resolve com o levantamento do sigilio bancário, não é verdade?

Outra nota, esta mais para o hilariante, é a insistência da aplicação informática (através da qual se envia a prova de recursos) em saber o conjuge de menores de idade. Alguém se esqueceu de criar um filtro razoável, afinal não é crível que membros do agregado com menos de um ano já estejam casados, ou é? Da para rir, ao menos.

Tagged under:

Deixar uma resposta