Aumento das Rendas para 2011 é quase nulo: +0,3% (act.)

O INE acaba de divulgar o Índice de Preço no Consumidor relativo ao mês de Agosto de 2010. A taxa de inflação retomou valores positivos passando dos 0,0% apurados em Julho para a variação média anual de 0,3% em Agosto. Com o boletim informativo relativo aos preços, o INE divulgou também a variação média anual da inflação sem habitação, indicador usado como referência para determinar a actualização do valor das rendas ao longo do ano 2011. Assim, ficámos já a saber que depois de em 2010 se ter registado uma actualização nula, em 2011 poderá haver lugar a uma actualização de rendas na ordem dos 0,3%, ou seja, mais 30 cêntimos por cada 100 € de renda.

Em breve deverá sair em Diário da República o Aviso do INE que oficializará este valor que é, para já, oficioso.

Nota: assiná-la-se que o INE está a conseguir antecipar a divulgação dos dados relativos ao IPC em alguns dias. Este mês a informação foi divulgado ao 8º dia útil e assim será nos próximos meses. Em Outubro será no dia 13 em virtude dos feriados e fins-de-semana.

Tagged under:

6 Comments

  • Vitor MartinsResponder

    Reuna-se o conselho de administração do INE com a tutela e esta tem por obrigação propor um aumento de despesa (onde se inclui a do pessoal) em igual proporção (0,3%) dada a necessidade de se manterem a coerência e a coêsão de instrumentos de trabalho propostos.

  • A. SaraivaResponder

    A não atribuição de aumento de renda para 2010 e a actualização das rendas para 2011 de 0,3%, ou seja um aumento de mais 30 cêntimos por cada 100 € de renda é uma vergonha sobretudo porquê o nosso Portugal Histórico e Turístico anda a cair aos pedaços.
    Existem milhares de rendas inferiores a 20,00 euros e existem casas e prédios que o valor dos impostos junto com as contribuições são superiores ao dinheiro arrecadado anualmente pelo senhorio, sem falar nos seguros que eles à muito tempo deixaram de pagar. o mais grave de tudo isso é que muitas casas não são habitadas e devido as baixas rendas o senhorio não têm dinheiro para contratar advogados e pagar a demora e os encargos da justiça, sendo assim o inquilino só devolve a casa quando ela cair ou estiver quase no chão.
    Por outro lado, uma mão de obra com factura de um bom pedreiro, electricista ou um bom canalizador custa cerca de 25,00, logo ai temos uma impossibilidade e um mau investimento para os senhorios.
    Para se resolver estes problemas, as leis deviam ser revistas caso a caso e as actualizações dessas rendas deviam ser bem superiores a taxa da inflação, por exemplo: Uma renda de 10,00 actualizada 500% passaria a 50,00, o que ainda seria barata, mas o governo ganhava com o negócio e o senhorio também pois já tinha mais um incentivo para fazer algumas melhorias. É bom lembrar que ainda existem senhorios com rendas inferiores a 2,00 euros.

  • A. VieiraResponder

    Tardiamente acordei, e reconheço que neste país os sacrifícios não compensam, enquanto eu trabalhava sete dias por semana, para conseguir algum (pouco ) património, enquanto outros se divertiam e passeavam, são esses mesmos que hoje estão a usufruir de todo o meu trabalho, no meu entender, isto é vergonhoso, pois não se dá valor a quem se esforçou para obter os seus bens, que estão a ser ocupados por aqueles que nada fizeram, dando uma esmola de 10,15, ou 20 euros, pela ocupação dos bens que são meus só de nome, mas possívelmente eles é que têm razão, hoje digo aos meus filhos que pensem bem antes de seguirem os meus passos.

  • Vicente FariaResponder

    Sobre as rendas para 2011, peço que corrijam a indicação de 0,3%, ou verifique-se a matemática.
    0,3(0)% não é a mesma coisa que 1,003. Vejamos:
    Para uma renda de €100
    a) €100 X 0,3% = €30 (renda €100 + €30 = €130);
    b) €100 X 1,003 = €100,30
    A representação da percentagem que se pretendeu indicar, deveria ser 0,03%, e não 0,3%.
    Sou um cidadão como tantos outros, nem mais, nem menos. Sugiro, porém, que quem escreve comentários, ou críticas, nestas páginas , deve verificar a correcção das suas afirmações, antes de as enviar, para que, quem as consulta tenha confiança nos dados que aqui são apresentados.
    Por outro lado, penso, também, que quem recebe os comentários, ou críticas, deve procurar verificá-los, antes de serem publicados.
    Cumprimentos cordiais.

  • PedroResponder

    @ Vicente Faria:
    €100 * 0,3% = €30 ?????????
    €100 * 0,3% = €0,3 !!!!!!
    €100 * 1,003 = €100,3 = €100 + (€100 * 0,3%) !!!!!!
    Logo, um factor de actualização de 1,003 significa uma subida de 0,3% sobre base (1,003 – 1)/100 = 0,3%.

  • Pingback:Valor do aumento das rendas em 2012 (dados oficiais) | Economia e Finanças

Deixar uma resposta