Taxa de inflação fixa-se em 1,3% (dados de Maio 2009)

Em Novembro de 2008, pouco depois de o governo português prever uma inflação de 2,5% para 2009, a OCDE avançou com uma previsão de 1,3%. O ano ainda nem vai a meio (acabaram de sair os dados do 5º mês)  e o que é certo é que neste momento a inflação já caiu para 1,3% na média dos últimos 12 meses. Não é linear que a situação de deflação mensal (descida generalizada dos preços) que se tem repetido se mantenha ao longo dos próximos 7 meses até porque  têm sido particularmente os produtos energéticos e alimentares (ambos muito sensíveis a eventuais mudanças das perspectivas económicas) a empurrar decisivamente os preços para baixo mas, mesmo a inflação subjacente, está a registar valores muito baixos, tornando altamente provável que a previsão da OCDE fique mais próximo do valor final do ano do que a previsão do governo. Se estivessemos no reino das apostas seria o tempo de apostar na sugestão do Banco de Portugal: deflação de 0,2% ou inflação negativa de 0,2%, como queiram.

Entretanto, quem ainda não perdeu o emprego ou parte do salário, não tem empréstimos ou os que têm estão indexados a taxa variável e recebeu aumentos de 2,9%, vê o seu rendimento real a subir cada vez de forma mais significativa. Mas estes, são também, cada vez mais, a excepção.

Um comentário sobre “Taxa de inflação fixa-se em 1,3% (dados de Maio 2009)

  1. Boa noite
    Para saber qt vai aumentar a pensão de alimentos paga aos meus filhos pelo pai, necessito saber qual a taxa de inflação dos 12 meses compreendidos entre junho 2008 e junho 2009.
    Agradecia que me informassem para o meu e.mail.
    Obrigada
    Teresa Carvalho

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.