É cliente ADSL do Clix? Quer poupar 90€?

O relato que se segue baseou-se na experiência de dois clientes Clix da área da grande Lisboa (concelhos de Lisboa e Sintra). Fica o testemunho de uma delas na primeira pessoal:

Perante a recente promoção para novos clientes que está em vigor junto da Clix, na qual, basicamente os clientes têm direito a 3 mensalidades gratuitas e a tráfego ilimitado na internet durante dois anos e, sendo já cliente Clix do serviço telefone + ADSL, decidi ligar para as informações/novas subscrições (808102030) para pedir igual tratamento.

Novo tarifário Clix

O resultado inicial não foi animador pois fui informado que tal promoção se aplicava apenas a novos clientes. Por mais voltas que desse com bons argumentos o decisão era taxativa: só para novos clientes.

Nesse momento e um pouco irritado desliguei. Voltei a ligar de seguida tentando uma abordagem diferente: quero desistir do serviço advogando que a despesa era exagerada para o meu orçamento familiar. Nessa altura a chamada foi então tranferida para o departamento de assinaturas e iniciou-se verdadeiramente a negociação. Reafirmei a intenção de anular o serviço por ser razões financeiras e foi afirmando a minha indignação perante a substancial oferta que faziam a novos clientes.

Numa primeira abordagem foi-me oferecido um mês de serviço gratuito. Perante isto respondi que preferia deixar de ser cliente e se me apetece-se voltar depois a inscrever-me de modo a usufruir da promoção para novos clientes. Perante este argumento e depois de ter demonstrado que conhecia a oferta da concorrência local (MEO e TV Cabo/Netcabo) foi-me então oferecida a mesma promoção que estão a conceder a novos clientes: três meses de serviço gratuito com tráfego ilimitado por dois anos. Recebi hoje a primeira factura na qual tenho a pagar apenas as chamadas telefónicas realizadas. Conto assim realizar uma poupança de 90€.

E assim termino a trilogia (tetralogia, se contar com o artigo sobre a Deco) baseada em processos de negociação entre clientes com algum grau de fidelidade/antiguidade e os respectivos prestadores de serviços. As lições a tirar julgo que são óbvias: sempre que possível não deixe de discutir o preço, seja pela alteração do prestador de serviços, seja pela negociação com o seu actual fornecedor.

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.