Ginásios não descem mensalidades com queda do IVA

Tanto na caixa de comentários do artigo “Costuma ir ao Ginásio? Esta notícia interessa-lhe” como no tópico do fórum sobre o tema sucedem-se os testemunhos dos mais variados frequentadores dos mais variados ginásios indicando que estes não estão a passar a descida do IVA de 21% para 5% para o preço das mensalidades.

Justificações como “avultados investimentos futuros” bem como “quando o preço do pão sobe 30% também ninguém reclama” estão entre o “troco” que os responsáveis pelos ginásio oferecem aos seus clientes quando estes pedem explicações. Chegou até a haver um ginásio que já tendo recebido o valor correspondente ao trimestre onde havia cobrado IVA a 21%, perante a interpelação do cliente, disponibilizou-se a corrigir a taxa de IVA para 5% mas mantendo o valor a cobrar.

A Deco está a receber reclamações diversas. Até ontem relativas apenas ao Holmes Place (ainda que segundo apurei este ginásio já estivesse de facto a cobrar apenas 5%). Recomendam que os clientes interpelem os ginásios e que lhes dêem conhecimento de situações de abuso. Ao aparentemente agirem de forma concertada, os ginásios deixam na prática pouca margem de acção os clientes. Não faço ideia se haverá algo predefinido na lei fiscal que possa ser feito mas pelo menos reclamar e “tentar” outros ginásios para que não façam o mesmo de modo a captarem os clientes descontentes é uma opção. Outra é arranjar alternativas aos ginásios para a prática desportiva. Parece evidente que se trata de uma indústria repleta de exploradores sem escrúpulos. Pelo menos é a imagem que estão a passar.

97 Comentários

  • Pingback:TubarãoEsquilo

  • miguelResponder

    Onde está a Autoridade da Concorrência nestes casos?
    É claramente um quadro onde ela deveria actuar. Os “custos” descem mas todos os agentes no mercado mantêm o preço

  • Pingback:Imagem a quanto obrigas! at Gosto e contragosto

  • AlfaceResponder

    Exacto. Mas terá a Autoridade de Concorrência competências para tal? Só vendo… É que neste rectângulo à beira-mar plantado, uma Autoridade de Concorrência (e também outras entidades…) não tem bem os poderes que a Teoria Económica costuma aconselhar… Originalidades da política portuguesa!…

  • APSResponder

    Como podem ver no link que aqui deixo http://www.dgci.min-financas.pt/NR/rdonlyres/5427A31F-8D95-4D1B-AA22-291E8028A91F/0/oficio-circulado_30088-2006_de_19_de_janeiro_dsiva.pdf
    ja desde Janeiro de 2006 que o IVA de 5% se aplica à prática desportiva.
    Eu também estive num Jantar em que com grande pompa e ciscunstância o governo apresentou esta inusitada baixa de IVA em 2008.
    O governo pode andar distraído mas NÃO HOUVE QUALQUER REDUÇÂO DE IVA em 2008 e através de uma amostra que fiz a generalidade das empresas já aplicava correctamente a taxa de 5%

  • Pingback:Ginásios mantêm preços apesar do IVA baixar 16 por cento : TubarãoEsquilo, a rede de blogues com actualidade, informação e notícias

  • JVResponder

    A justificação do “Active Life”, constante numa carta circular do Presidente, é que o que consta no contrato com o cliente é um P.V.P. (preço de venda ao público) e não um “preço + IVA). Portanto não há lugar a qualquer diminuição. Brilhante, não?
    E assim o preço lá subiu 2,3% (por via da inflação…)

  • AlfaceResponder

    Isso queria dizer que quando o IVA passou de 17 para 19 e depois para 21%, não haveria lugar a qualquer aumento. Foi o que se passou? Se não foi, reclame a devolução desse aumento se já tinha contrato na altura.

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Sim Alface, já me tinha ocorrido essa comparação. Se quando a taxa de IVA aumentou, a prestação acompanhou o aumento, agora obrigatoriamente deverá acompanhar a redução.
    E vice-versa caso tenha acontecido o oposto. Isto é que era uma atitude séria e respeitosa. Um negócio honesto.

  • JFHResponder

    Tenho dúvidas relativamente à aplicação da lei desde 2006 porque, segundo percebo, nessa lei os 5% aplicam-se à utilização de instalações destinadas à prática desportiva, ou seja, e por exemplo, aplica-se ao aluguer de instalações, como alugar um ringue de Futsal ou outra instalação qualquer. Não se aplica exactamente aos ginásios, porque aí é considerada a compra de um serviço desportivo.
    As Empresas (instalações desportivas) usavam já a taxa de 5%, mas os ginásios a usarem, usavam 21% até Dez/07, passando a usar os 5% a partir de Jan/08.
    É uma questão de verificar os recibos. Os ginásios são obrigados a passar recibos e declaração para IRS para as pessoas que pratiquem desporto por razões de saúde.

  • DepecheResponder

    No meu caso que frequento o Holmes Place da Quinta da Fonte, a minha mensalidade em vez de descer, ainda subiu 2,x%

    E além de aumentarem nem sequer notificaram ninguem. Foram à conta bancária e pronto…

  • CKNResponder

    Sou sócio do Holmes Place e apesar de considerar que é um ginásio de qualidade, neste momento sinto-me enganado como cliente e sugiro que todas as pessoas que frequentem ginásios apresentem as suas reclamações por escrito (ao ginásio e à Deco).
    Deixo aqui algumas contas que fiz sobre as mensalidades que tenho vindo a pagar desde 2006 e que é um bom exemplo sobre o aproveitamento que estas entidades tiveram com esta nova lei que tinha por base incrementar a prática desportiva dos portugueses através da redução do IVA:

    ——————–

    (Mês: valor base + IVA = valor final da mensalidade)

    Dez 2006: € 58,81 + 21% = € 71,16

    Jan 2007: € 60,57 + 21% = € 73,29 (aumento de 3,0%)

    Fev 2007: € 69,80 + 5% = € 73,29 (aumento de 15,24% o que somando ao aumento de Janeiro dá um aumento no ano de 2007 de 18,69% !!!!)

    Jan 2008: € 71,90 + 5% = € 75,49 (aumento de 3,0%)
    ——
    Nota: O Holmes Place alterou o IVA de 21% para 5% em Fev. 2007. Os clientes não foram informados desta alteração.

  • jose aguiarResponder

    eu hoje fui abordado pelo clube face a minha queixa do iva, e proposeram-me uma nova modalidade 69€, com acesso a todos clubes em qualquer horario. falem com eles que tambem conseguem

  • CKNResponder

    O que está em questão não são promoções ou novos serviços, é uma questão de princípio e ética, coisa inexistente no Holmes Place. Ninguém dentro do Holmes Place consegue explicar o porquê de um aumento de mais de 18% durante o ano de 2007, ainda para mais sem dar qualquer explicação aos clientes e fazendo tudo às escondidas.

    Isto só pode ser feito conhecendo o perfil dos portugueses: encolher os ombros, aceitar uma contrapartida ridicula de baixarem a mensalidade em 2 ou 3 euros por mês, e seguir em frente.

  • DepecheResponder

    Eu fui no Holmes Place, aumentado em Janeiro de 2007 em 3%.
    Quando assinei o contrato em Setembro de 2007, as minhas facturas já vinham com o IVA de 5% mas pagava o mesmo que um cliente que pagasse os 21%. Nas contas finais o valor era o mesmo.

    Relativamente à promoção dos 69euros há um SE..que é esses 69euros tem um fidelização de 2 anos e tem que se pagar no total ou seja 1656Euros que o Holmes por cortesia contratou uma firma de crédito para fazer emprestimos aos clientes.E sem direito a toalha.

    Já falei com um comercial do Holmes sobre o aumento injusto de 3% porque é superior à inflação. Ele mostrou-me a alignea não sei quantas do contrato que diz que o Holmes pode aumentar 0,5% superior à inflação. Logo o que estavam a fazer não era ilegal.E disseram tambem que não são obrigados a notificar as pessoas do aumento, por estar dentro dos parametros.

  • HelenaResponder

    Esta situação é insacreditável! A diminuição da taxa de IVA visa levar as pessoas a frequentar os ginásios por motivos de saúde e bem-estar público e não legitimar o enriquecimento sem causa dos ginásios! Se as pessoas pagam o mesmo no fim do mês (ou menos uma ridicularia de €3) não há nenhum benfício efectivo para os utentes. Para se promover a prática de exercício físico tem de haver uma redução efectiva e substancial das mensalidades. Todos os ginásios referidos são vergonhosos e deveriam ser alvo de uma acção concertada dos utentes!

  • FernandoResponder

    Eu axo k o governo devis de terminar com essas palhaçadas todas poque todos nos sabemos k nada vai alterar nas mensalidades porque as instituiçoes e ginasios desportivos vao sempre ganhar com esta alteracao. O utente vai sempre ficar prejudicado qd a lei foi feita para promover o desporto diminuindo as mensalidades (Estamos em portugal nunca se esqueçam disso). O k sugiro e voltar a como estava dantes e as facturas mensais poder ser deduzidas no IRS.

  • Manuela LançaResponder

    Tanta gente a falar da desonestidade do Holmes Place…
    Façam como eu, cliente há 7 anos deste clube, depois de os ter confrontado e de ter obtido respostas inacreditáveis de tão ridiculas, mudei para um ginásio onde as prestações realmente baixaram.
    Afinal ainda há quem cumpra a lei…

  • CKNResponder

    Em vez de estarmos sempre a criticar e sentados à espera que alguém faça alguma coisa por nós, devemos ser nós os utentes e utilizadores do serviço os primeiros a recorrer aos serviços de apoio jurídico que se encontram à nossa disposição e não ficar à espera que o governo faça alguma coisa.

    Deixo aqui o link dos Julgados de Paz onde para se apresentar uma acção, não é necessário um advogado, a acção pode ser enviada por escrito ou apresentada oralmente e custa apenas €35,00 (caso se ganhe a acção é devolvido):(http://www.conselhodosjulgadosdepaz.com.pt/)

    Eu estou neste momento a fazer um requerimento inicial que depois posso colocar aqui para poder ser utilizado por qualquer pessoa.

    Deixo aqui uma frase para reflexão:
    “And so, my fellow Americans, ask not what your country can do for you; ask what you can do for your country.”
    John F. Kennedy

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Manuela,

    Havendo essa opção parece-me a ideal. É caso para fazer publicidade gratuita ao ginásio que está a furar com a sacanice. Não quer dizer qual é em jeito de piscadela de olho a outros interessados?

  • Manuela LançaResponder

    Rui Cerdeira,

    Refiro-me ao CLUB L – Lagoas Park.

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Obrigado Manuela.
    Na área e Oeiras/Porto Salvo já temos opção de escolha.
    Não haverá por aí mais informação sobre outros ginásios noutras zonas caros leitores?

  • Pingback:Adufe 4.0 | ‘Bora lá descer o IVA?

  • DepecheResponder

    Eu estou na Quinta da Fonte…o Clube L para mim tambem é um asegunda alternativa mas os preços não justifica eu mudar…

  • Rui SantaResponder

    Aconselho a todos a copiarem a seguinte mensagem e coloca-la no site do ministério da Presidência que tutela a Secretaria de Estado do Desporto (http://www.mp.gov.pt/mp/utils/pt/Contactar/ )

    Governo vai baixar o IVA em ginásios 21% para 5%

    “É uma medida, a par de outras tomadas no Orçamento de Estado para 2008, destinadas a diminuir os custos da actividade física desportiva para aqueles que pagam para terem acesso a modalidades desportivas e um contributo objectivo para o alargamento da prática desportiva a mais cidadãos”, disse secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, em declarações à Agência Lusa.

    No meu ginásio não houve diminuição de preços.

  • CKNResponder

    Já acabei de fazer o que o Rui sugeriu no site da Presidência. Deixo aqui uma notícia sobre a atenção que o governo está a dar a este assunto:

    Governo ameaça ginásios por causa dos preços

    24.01.2008
    O secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, vai “esperar até ao final do mês” por uma baixa dos preços nos ginásios, após o que voltará a falar com a associação do sector (AGAP) para a informar sobre que atitude será tomada pelo Governo. “Falei com a AGAP. Transmiti à AGAP a vontade do Governo. O IVA baixou para que a factura final fosse mais baixa. Os ginásios ainda não fizeram essa actualização”, disse Laurentino Dias, acrescentando: “Tenho de dar um tempo para que isso se faça e esse tempo é o final do mês. Depois, chamarei de novo a AGAP e dir-lhe-ei o que vou fazer.”
    O Governo aprovou a baixa do IVA a aplicar nas actividades desportivas de 21 para cinco por cento aquando da votação do Orçamento de Estado para 2008, mas não se verificou uma diminuição generalizada do valor das mensalidades. Em declarações no final dos trabalhos de uma comissão parlamentar, Laurentino Dias lembrou que no encontro com a AGAP, a 14 de Janeiro, os dirigentes da associação afirmaram que “iriam instar os seus associados a fazer a vontade do Governo”.

  • Rui MCBResponder

    Obrigado CKN, esperemos então por boas notícias.

  • AnaResponder

    Sou socia do Holmes Place – clube Boavista e nos últimos tempos só tenho reclamações a fazer.
    1º Cada sócio paga uma mensalidade diferente do outro (total discriminação entre sócios)
    2º Tudo o que têm para propor resume-se a mensalidades um pouco mais baixas, mas q implicam fidelizações de um ou dois anos.
    3º Entregam declarações em vez de facturas/recibos (para isso temos q fazer quase um requerimento e esperar um mês)
    4º Baixaram o Iva em 2007, mas aplicaram uma taxa de ginástica em grupo que fez com que a mensalidade continuasse igual.
    5º Não informam os sócios das alterações, não comunicam com os sócios (não respondem a mails, a cartas). Cada comercial promete uma coisa e depois não a cumpre.
    6º A única coisa que sabem fazer direito é debitar da conta a mensalidade que lhes apetece.
    Actualmente fui ao banco e cancelei a autorização de débito bancário. Pago 80€ e sou livre. Se continuarem a lidar assim com os sócios saio.

  • FernandoResponder

    Caros amigos

    sou sócio do homes boavista-Porto e ainda ninguém falou aqui do escandaloso aumento das crianças, para além do aumento escondido de 2007 absorvendo o iva (+-18%) este ano aumentaram a mensalidade k2 de cerca de 44 para 49€ o que corresponde a 10,6%. Em dois anos aumentaram quase 30% os miúdos. Retirei o meu filho de sócio e passou a fazer a natação no Fluvial, que até, em certos aspectos é muito melhor: piscinas mais compridas, 25m, sem pé, e pelo preço de 32,50€ até os levam da escola para lá.
    Penso que o governo deveria voltar atrás, punha o iva a 21% podendo descontar integralmente esse iva na saúde em IRS. Os tipos do Holmes não aparentam ser honestos. Era uma forma de o governo conseguir o objectivo a que se propôs.

  • jose aguiarResponder

    Pessoal, com os 69€ do Holmes Place – TOP 24 – , estou muito contente – aderi logo.

    Pelo menos deu em alguma coisa as nossas reclamacoes, obrigado a todos, por isso.

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    É qualquer coisa mas muito menos do que se reflectissem no cliente o que passaram a arrecadar imoralmente. Nem metade, nem um terço, esmolas. E claro, só para novos contratos, certo?

  • CKNResponder

    Já está em curso uma petição on-line contra o Holmes Place:
    http://www.petitiononline.com/Holmes/petition.html

    A minha contribuição já lá está. Divulguem pelos vossos amigos e conhecidos que sejam sócios do Holmes Place.

    Já agora, e depois de ler novos comentários aqui escritos, deixo mais algumas considerações:

    – O que está aqui em causa não é apenas o valor referente ao ano de 2007, mas sim o valor das mensalidades actuais e futuras. No meu caso pessoal, para além da retenção ilegal de cerca de €110,00 durante o ano de 2007, a minha mensalidade em 2008 deveria ser de menos €10,00.
    – Quanto às promoções que o HP tem vindo a fazer junto dos sócios, para além de rídiculas, revelam a posição de culpa em que se colocaram (não há almoços grátis!). Para além disso, penso que nenhuma promoção justifica a falta de ética e seriedade com que estão a tratar os seus sócios. É nos maus momentos que se revelam as grandes pessoas, ou neste caso, as grandes empresas.

    Carlos Nogueira

  • RogerioResponder

    Já todos sabemos da história da descida do IVA e o não cumprimento por parte dos ginásios face a esta medida do Governo.

    Sou, até ao final deste mês, sócio HOLMES PLACE Cascais e digo que apesar de ter ficado muito insatisfeito com esta situação, nem pelo valor em si mas mais pela violação dos termos do contrato, nem foi isso que me chocou. O que me chocou foi o que veio depois da notícia se ter tornado pública.
    1- Ninguém se dignou no meu clube a responder correctamente às questões colocadas inicialmente.

    2- Deram-me uma carta FOTOCOPIADA com o tom mais genérico possível que praticamente não explica nada a não ser que o Holmes Place DECIDIU aplicar a diferença da mensalidade na melhoria dos serviços e das instalações! Mas eu quero lá saber se eles vão abrir outro novo clube em Algés e agora eu tenho de contribuir para isso ou suportar o financiamento de novas instalações? Que eu saiba ainda nunca retive quotas desta empresa.

    3- Mas o melhor estava para vir. Seguindo esta carta, fui pedir as facturas do ano de 2007. Apesar de em 2006 ter pedido expressamente que me enviassem TODOS os meses as facturas, não o fizeram. Disseram-me para passar no dia seguinte que as mesmas estariam prontas. Passei dois dias depois, as facturas ainda não estavam la. A funcionária era a mesma, e disse-me que estariam prontas no dia seguinte de certeza. Eu avisei-a que dias atrás tinha-me dito o mesmo. Ela disse que se encarregaria pessoalmente do assunto. Passei novamente dois dias depois e não havia facturas. Perguntei lá à funcionaria (outra) porque razão ainda não tinha as facturas. Ela disse que muitas pessoas estavam a pedir e devia ser por isso. Disse-me que passasse dois dias depois. Passei, ainda nada. O rapaz da recepção disse que não tinha o meu nome na lista de pedidos de facturas. Mas há lista para isso? – Perguntei. Já tinha estado ali 3 vezes, e perguntei se ele estava a gozar com a minha cara. Disse que não saia dali sem as facturas. Então lá o rapaz tirou todas as facturas NA HORA.

    4- Analisei as facturas e pude conferir todas as irregularidades que entram em violação dos termos do contrato, nomeadamente a obrigação do clube ter de avisar o sócio em relação aos aumentos que não os mesmo previstos na inflação. Entrei em contacto com o clube a fim de agendar uma reunião com o manager. Disse que era urgente. A senhora da recepção disse que o pedido tinha seguido para ele e que me iria contactar. Passou uma semana: NADA.

    Fui a recepção e perguntei quando é que ia ter a minha reunião. Disseram-me que não tinham lá nenhum pedido de reunião! Voltei a fazer pedido e a funcionária jurou que ia deixar o meu pedido em escrito. Aproveitei para lhe dizer para registar que tinha havido violação de contrato e que queria discutir o meu futuro no clube. Ela disse que ia enviar com a maior urgência, que iria tratar pessoalmente do assunto (fiquei um bocado a discutir o que ela tinha acabado de dizer, porque aparentemente “pessoalmente” ali não quer dizer nada.

    4 dias depois dou com a mesma funcionária na recepção a passar os cartões dos sócios e perguntei-lhe se ela lembrava o que me tinha dito há uns dias atrás. Ela disse que não. Lembrei-lhe que continuava à espera da reunião com o manager. Diz ela que a pessoa em questão é muito ocupada e que também têm outros clientes. Fiz-lhe uma pergunta muito simples: Mas vou ter esta reunião até ao final deste mês ou não? “Sim, sim, concerteza!”. Bom, hoje já são 29 do mês e nada. Fui ao banco e cancelei os pagamentos ao clube. De mim não vão ver mais nenhum cêntimo.

    O mais revoltante nisto tudo é que sou um sócio que está lá há mais de dois anos, e apesar de pagar uma mensalidade na ordem dos 90 euros, também tenho um PT (que de resto não tem nada a ver com estes problemas). Apesar da grande quantia que pago ao clube todos os dias, fui tratado desta forma, que acho completamente miserável. Se no
    princípio ainda estava disposto a encontrar uma solução amigável, neste momento a hipótese de tal acontecer está mesmo fora de questão.

  • Pingback:Holmes Place: o cliente tem sempre razão? - Economia & Finanças - Todo o economista é um leigo, todo o leigo é economia

  • RogerioResponder

    Queria apenas acrescentar alguns dados novos, porque lá consegui reunir junto de um representante do Holmes Place.

    A realidade é que o clube tem um enquadramento legal para fazer o que fez relativamente ao IVA, pelo que face às explicações e a nova carta da advogada do clube podemos deduzir isso. No entanto não tenho de concordar com a situação, porque acho que o clube agiu de má fé e inclusive aproveitou-se de uma situação para ter um encaixe na ordem dos 10€ por sócio (depende da mensalidade) durante quase todos os meses do ano passado. Num total em todos os clubes o Holmes Place teve um encaixe financeiro extra considerável.

    Relativamente à violação de contrato, infelizmente posso constatar que o valor no contrato é o PVP. Ou seja, não separa o valor do clube nem o IVA. Como o IVA desceu e o clube aumentou a sua receita manteve-se o PVP. É legal, mas nem por isso justo.

    De acordo com a lei, que de resto também não é grande coisa, o clube não é obrigado a diminuir preços. Não existem leis a determinar os preços dos ginásios. Basicamente eles põem os preços que querem.

    A solução passa por encontrar ginásios que ofereçam condições mais atraentes.

    Deixo também o aviso que as pessoas no Holmes Place têm que preencher o formulário para alterar a sua adesão com 30 dias de antecedência, pelo que caso contrário a mensalidade seguinte será descontada na mesma. Caso a cobrança não se efective, terão o departamento de cobranças a falar com vocês.

    É a realidade impessoal deste clube, que de resto até tem óptimas condições para a prática de actividades. Seguindo a relação pública catastrófica durante o mês de Janeiro, em que muitos sócios que conheço estão a abandonar o clube, resta saber se este vai sair a ganhar ou a perder com a sua decisão de aumentar as mensalidades. Por mais legal que isso seja.

  • GonçaloResponder

    Sou sócio do HomesPlace Defensores de Chaves e tambem levei o aumento de 18% quando o IVA baixou de 21% para 5%…

    Nem se dignam a responder porque o fizeram.

    Deixei reclamação no livro vermelho. Pedi uma resposta do clube antes de enviar a reclamação para a DECO ou ASAE ao qual me responderam “…nós nao temos nada a haver com isso. O Sr. envia para a ASAE e eles respondem à reclamação.”

    A ideia com que eu fiquei foi que as reclamações dos sócios estão a ser ignoradas… sabem que ninguem lhes toca. Só mesmo em Portugal

  • Pedro PintoResponder

    De facto isto é uma vergonha, e ainda pior é vivermos num país em que se não formos nós a tomar uma atitude não há nenhum tipo de autoridade que a tome. Se um desgraçado rouba um pão porque tem fome está lixado, estes ginásios (todos muito pobrezinhos) roubam quantias avultadissimas de dinheiro e ninguém faz nada! Afinal como se define roubo!?
    Já agora mais uma sugestão, e que tal TODOS pedirem o livro de reclamações e reclamar este facto. Deverá ter algum impacto.

  • Pedro PintoResponder

    Já agora mais um exemplo, o meu caso passa-se no aquafitness o ginásio ao estilo HP mas que existe apenas na zona da caparica. É que ao menos no Holmes Place eles admitem estar a encher a bucha com os 16% cobrados a mais, aqui neste ginásio que referi nem isso se dignam fazer. A conversa deles é que essa mudança não era obrigatória e eles optaram por não a fazer…atiram areia para os olhos das pessoas… enfim é o pais que temos, realmente mais valia voltar aos 21% para encher gulosos que ao menos se encha o estado, que sempre utiliza os lucros em prol da população.

  • Rui CostaResponder

    A resposta oficial dada pelo Holmes Place, é no minimo absurda e demonstra a total frieza e desrespeito pela transparencia, clientes e responsabilidade na sua actividade comercial!

    Na pratica, o Holmes demonstra nesta posição que tem um departamento juridico, ou pelo menos acessores/consultores juridicos habeis na arte de “dar a volta à coisa”, porem esquecem o essencial: estamos a falar com pessoas q nao são burras e apesar de pelas voltas da lei estarem supostamente na legalidade, uma coisa é certa, a mensalidade nao baixou para o cliente e a empresa arrecadou o diferencial como proveito contabilistico. Liquido Liquido, foi isso. Contudo esquecem-se de mencionar que no contrato estão obrigados a avisar com 45 dias antecedecia qd a mensalidade é aumentada, o que nao aconteceu em Janeiro de 2007…estarão então tão dentro da legalidade?…mais,será que as pessoas mesmo assim, estarão contentes com o HOLMES PLACE!!! Pensem nisso caros senhores do HP, às vezes a emoção/bom senso das pessoas sobrepoem-se à “legalidade” dos vossos actos..neste caso acho que já perderam pelo facto de as pessoas nao estarem contentes convosco!Muitos são os que estão a mudar e a sair do HP.

    Caros clientes do Holmes, não vacilem continuem a protestar sobre todas as formas possiveis….os autores da petição q já circula na net têm estado a ter progressos, estão já agendadas reunioes com organismos da defesa do consumidor e com organismos estatais.
    Divulguem: petição para reclamar esta situação. Holmes Place retem ilegalmente a baixa de iva. Podem assinar em : http://www.petitiononline.com/Holmes/petition.html

  • António DiasResponder

    Esta pägina em cache do Google no site do Queixas dá uma ideia bem clara da forma como os clientes da instituição se sentem tratados pelo Holmes.

  • claudioResponder

    Bem eu antes de ler isto tudo, estava tentado a sair do meu ginasio de bairro e ir para o HP com esta promoçao dos 69€, mas depois de ler tudo isto acho que vou ainda pensar 2 ou 3x mais sobre o assunto, ou averiguar outras soluções onde o cliente tenha mais importancia para o ginasio.

    muito obrigado.

  • Jovens EticosResponder

    Agora que acabou o Carnaval, chegou a altura em que passamos á pratica pois a posiçao do Holmes Place parece estar acima da voz dos seus clientes. Sou sócio de Miraflores desde que abriu, mas pela reuniao que tive verifiquei que continuam intransigentes e muito senhores das suas “razoes”.

    Para lutarmos… todas as sugestoes aqui colocadas sao válidas: questionar nos clubes, escrever no livro de reclamacao em cada clube, assinar a peticao online e comunica-la por mail aos amigos, enviar a reclamação para a DECO e organismos que supervisionam a economia (Autoridade da Concorrencia, Direcçao Geral do Consumidor e Inspeccao Geral das Finanças), escrever no site do ministério da Presidência que tutela a Secretaria de Estado do Desporto ( http://www.mp.gov.pt/mp/utils/pt/Contactar/ ) e até fazer uma queixa junto da Associaçao de Ginásios AGAP, ou apresentar uma acçao nos Julgados de Paz mas…

    … Pelo que já me apercebi temos que atacar por onde sao mais frágeis ou seja na… vergonha que tem quando se fala no tema: tentam falar baixinho, tentam colocar-nos em mesas afastadas dos outros clientes, ou fazem reunioes em salas reservadas… mesmo as cartas sao dadas á sucapa e por etapas (1 folhinha se reclama pouco, doze folhinhas com “pareceres juridicos encomendados” se reclamam mais). Tenho a certeza que existem sócios que ainda nem perceberam que foram enganados durante 2007 e agora continuam alegremente a receber a mensagem “BOM TREINO” sem saberem que estes lhes continuam a mexer no bolso.

    Assim e porque já passou um mes, e o Holmes fez 10 anos há poucos dias proponho o seguinte: comemoremos este acontecimento nos dias 9 e 10 de Fevereiro, aproveitando o evento Jamor em Festa que acontecerá no proximo fim de semana no Estádio Nacional e onde estes senhores parece que tambem sao patrocionadores. Será uma optima oportunidade para podermos manifestar o nosso desagrado e conseguirmos algum tempo de antena junto dos principais responsaveis pelo desporto em Portugal.

    Poderao ver na net ( http://www.jamoremfesta.com ) o programa, mas proponho para já participarmos na Prova de Atletismo dia 10/02/08 ás 9h30m – Ponto de Encontro Bar do Tenis – Estadio Nacional ás 08h30m, já equipados de preferencia com t-shirts Holmes Place e simbolos contra a posicao do Holmes Place relativamente ao IVA.

    Deixo ainda um mail para contacto ( holmesp-sem-etica07@sapo.pt ), pelo qual vos poderei enviar mais promenores e tambem dar um numero de telemovel.

    Avisem tambem os vossos amigos e conhecidos copiando esta mensagem e enviando-a por mail, pois todos os desportistas estao convocados!

    Participem dia 10 de Fevereiro pela Etica no Desporto!!!

    Jovens Eticos

    p.s. – Será tambem uma grande oportunidade para nos conhecermos e programarmos a nossa segunda actividade na Meia Maratona de Lisboa a 16 de Março de 2008.

  • Pingback:SEO nas Relações Públicas | Relações Públicas

  • Renato SantosResponder

    Eu já rescindi com esses malvados. Exigi o reembolso da diferença do preço base sobre o qual incide o IVA. Os gajos estavam fulos porque estavam a ver que os restantes utentes se estavam a aperceber de algo.

    O procedimento é:
    1- Livro de Reclamações
    2- Rescisão a exigir o reembolso desde fevereiro de 2007
    3- Asae, Deco e finaças devem receber as vossas queixas. Para o bem de todos!

    Rescindam, porque sem Clientes, não há lucro possível!

  • Joaquim FurtadoResponder

    Meus amigos.
    Os comentários que li são fantásticos. Aliás, se fosse governante, em vez de descer o IVA de 21 para 5%, aumentava-o para 100%! Porquê? Porque todos vocês eram felizes a pagar 21% da vossa mensalidade ao estado, mas não aceitam pagar os mesmos 21% ao investidor, que criou condições de prática física, INVESTIU.
    Ou seja, O Sr. X pagava 50,00€ de mensalidade, pagando 21% deste valor ao estado. Hoje, o Sr. X continua a pagar os mesmos 50,00€ mas sente-se roubado!!! Deixem ver se percebo. Ontem não era roubado, hoje sou! Mas como? Pago o mesmo!
    Seremos desprovidos de inteligência? Será desonesto que os proprietários de ginásios ganharem margem para investir e renovar?
    Mais. O Sr. X de outro ginásio, considera-se roubado porque paga menos 2,00€ (Só!). Moral da história. Oh Sr. X. Pague o mesmo que pagava e certamente será mais feliz.
    Para além disso, muitos comentários falam que tal situação só em Portugal. Certamente que alguns referem isso, porque nunca sairam de Portugal, pois se tivessem viajado, sentiam uma grande vontade de regressar rapidamente a este “estúpido” Portugal. Digo “estúpido” porque com tanta falta de lucidez de alguns portugueses…
    Esta novela faz-me lembrar o Sr. Y que ouve um sujeito no meio de uma Praça a gritar “Cobardes, Cobardes.” A determinada altura estão 1000 pessoas (ou supostas pessoas) a gritar o mesmo slogan. Interrogados sobre o porquê do grito, 999 supostas pessoas respondem:
    “Não sei, mas é bem feito….”
    Sugestão de despedida:
    deixem os ginásios. Corram na praia e enviem todos os meses 21% da mensalidade que pagavam no ginásio em cheque à ordem da tesouraria do estado com uma mensagem: “Obrigado Sr. Estado”. Vão ver que voltam a ser felizes.
    De alguém que não grita sem pensar, porque também é empresário que vende uma garrafa de vinho 5 vezes mais cara que o restaurante vizinho. E pasmem-se. Os meus clientes bebem-na felizes…

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Parabéns Joaquim, acredito que disponibiliza um serviço 5 vezes melhor do que o seu restaurante vizinho.
    Talvez o Holmes Place com isto queira lvrar-se de alguns tipo de clientela, ficando apenas com quem se está borrifando para o preço efectivo do serviço que recebe. Acho que vai ter algum sucesso nessa área. Mas para o fazer não precisava deste esquema, poderia simplemsnte ter aumentado os preços.
    O HP não investiu pensando ir receber este bónus do Estado e dos clientes, como aliás de comprova pelos comentários anteriores e sim, prefiro saber que o $ ia para o Estado (do qual recebo imensos retornos na minha vida) do que saber que por um passe de mágica vai parar ao bolso de quem agiu deliberadamente de má fé (como aliás comprova a atitude do HP perante as críticas).
    Sinceramente, não encontro pingo de lógica nos seus argumentos.
    Saúde!

  • Manuel EmílioResponder

    Junto a minha INDIGNAÇÂO a todos os outros utilizadores do Holmes Place.
    Sou utilizador do Holmes Place da Constituição no Porto e as reclamações são exactamente as mesmas de outros sócios.
    Sinto-me igualmente enganado e mal tratado quando tentei tratar deste assunto.
    Por mais voltas que se tentem dar, o PVP é obtido a partir de um valor para a prestação de serviço à qual é adicionado uma taxa de IVA. Se o valor da taxa de IVA desceu e o valor de PVP se manteve apenas quer dizer que o valor da prestação de seviços subiu em 16% a apartir de Fevereiro de 2007. Esta subida não poderia ter sido efectuada sem o aviso prévio do sócio, facto que nunca aconteceu (pelo menos no meu caso)o que representa uma quebra do contrato.
    A Holmes Place como entidade particular que é, até poderia ter decidido um aumento extraordinário nas mensalidades, avisando com a antecedencia estipulada cada um dos sócios por meio adequado. Ao sócio caberia aceitar ou rescindir o contrato. Tal não foi o procedimento adoptando-se uma conduta deplorável.
    A existencia de má fé e abuso de confiança é um aspecto que deixo à consideração de todos.
    Todos os sócios devem reclamar por escrito e junto das diversas entidades estas situações, e mesmo avançar, desde que dentro das suas possibilidades, com acções judiciais contra o Holmes Place.

  • Pingback:Associados do Holmes Place unem esforços e pressionam empresa - Economia & Finanças - Todo o economista é um leigo, todo o leigo é economia

  • Conceição VasconcelosResponder

    Efectivamente não sei qual o IVA que era cobrado no ano de 2007 visto so ter assinado contrato com o ginásio HP Qtª da Beloura em Março de 2007, mas na altura não me foi dito nem assinei qualquer contrato onde o IVA estive a 5%, por isso tudo e pelo comunicado do Sr. Ministro todo pomposo a informar que queria lutar contra a obsidade, anunciou que a mensalidades dos ginásios iriam baixar em Janeiro deste ano, fiquei à espera que isso se reflectisse na minha mensalidade, mas isso não aconteceu, muito pelo contrario aumentou de 77,00 para 79,31. Após contacto com aqueles serviços o mesmo informou que o IVA já era a 5% desde 2007 e apenas aumentaram a mensalidade.
    Quero também dizer que o contrario foi praticado pelo clube pequeno, até se pode dizer de bairro, onde a minha filha pratica ginástica acrobática e federada na respectiva federação de ginástica, a mensalidade efectivamente baixou de 32,50 para 28,00.
    Ou seja um clube de bairro sem apoios do estado baixa efectivamente a mensalidade e HP diz que já o praticava desde 2007 mas eu efectivamente não sei porque na altura não fui informada desse facto.

  • jose aguiarResponder

    pessoal

    parece que ainda nao apertaram com eles o suficiente, passei a pagar 69e por mes la em casa somos dois e pagavaos 91 € cada o que da uma grande poupanca.

    sei que alguns clubes do Holmes nao estao a publicitar isto mas vao ao Site – holmesplace.pt – e vejam .

    o meu desconto do iva foi bem superior aos 16%, eu ja ganhei

  • pedro teixeiraResponder

    pessoal

    parece que ainda nao apertaram com eles o suficiente, passei a pagar 69e por mes la em casa somos dois e pagavaos 91 € cada o que da uma grande poupanca.

    sei que alguns clubes do Holmes nao estao a publicitar isto mas vao ao Site – holmesplace.pt – e vejam .

    o meu desconto do iva foi bem superior aos 16%, eu ja ganhei

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Caro José Aguiar ou deverei chama-lo Joana Costa / Pedro Teixeira / Pedro Coelho,

    Folgo em ver que o Holmes Place ou alguém proveniente do seu servidor (ip 195.22.28.2 , gw.holmesplace.pt) se resolve, ainda que sob anonimato, a tentar limitar avarias. Fica no entanto o aviso que esta será a primeira e última vez que esta prática será admitida. Ou assumem publicamente e comentam como qq outro leitor, ou então só admitirei um nickname por comentário.

  • joana costaResponder

    sou socia do VIVA FIT

    e tambem nao baixaram a mensalidade, ainda por cima nao me deram qualquer justificacao para o assunto.

    Pelo que vejo alguns conseguiram baixar preços mas eu tentei e nao consegui nada, ja escrevi no livro de reclamacoes e disseram que nao valia nada

    conhecem alguem do viva fit , entao passem a mensagem

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Joan Costa ou deverei chama-la João Aguiar/ Pedro Teixeira / Pedro Coelho,

    Folgo em ver que o Holmes Place ou alguém proveniente do seu servidor (ip 195.22.28.2 , gw.holmesplace.pt) se resolve, ainda que sob anonimato, a tentar limitar avarias. Fica no entanto o aviso que esta será a primeira e última vez que esta prática será admitida. Ou assumem publicamente e comentam como qq outro leitor, ou então só admitirei um nickname por comentário.

  • pedro coelhoResponder

    jovens eticos

    estive no jamor – MAS FOI SOZINHO – nao estava la ninguem a nao ser os participantes do evento, com o HOLMES PLACE, que por sinal fez melhor figura que eu e a culpa disto é de cromos como voces.

    Assim espero que nao briquem mais com a vida das pessoas.

    eu fiquei com melhor impressao do Holmes Place.

  • susana gomesResponder

    Eu ando no VIVA FIT – 50 ginasio portuagal – e nao baixaram o preços. alem disso nao justificam nada nem o gerente fala comigo.

    ajudem-me tambem – RUI é possivel criares uma peticao para o VIVA FIT.

    Obrigado

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Susana, faz mais sentido ser um cliente habitual a criar a petição. E eu não sou cliente do Viva Fit.

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Pedro Coelho ou deverei chama-lo João Aguiar/ Pedro Teixeira / Joana Costa,

    Folgo em ver que o Holmes Place ou alguém proveniente do seu servidor (ip 195.22.28.2 , gw.holmesplace.pt) se resolve, ainda que sob anonimato, a tentar limitar avarias. Fica no entanto o aviso que esta será a primeira e última vez que esta prática será admitida. Ou assumem publicamente e comentam como qq outro leitor, ou então só admitirei um nickname por comentário.

  • CKNResponder

    Dou os meus Parabéns ao Rui Cerdeira Branco por apanhar falsos testemunhos.

    Mais um bom exemplo do profissionalismo do Holmes Place.

  • GonçaloResponder

    HolmesPlace… Que vergonha

    Mais uma razão para nós, sócios, falarem mais alto e continuar a reclamar

  • SusanaResponder

    Frequento o Holmes Place de Cascais, e cada vez mais me encontro insatisfeita com o atendimento e com a falta de consideração
    que o mesmo tem para os socios, socios estes que contribuem para o pagamento de despesas e ordenados.
    Já frequentei outros ginasios e inclusivamente trabalhei num e sei mais um menos como tudo funciona. Uns porque são amigos, outros porque
    foram com a cara deles, outros porque compram aulas de Personal Trainer e existem sempre uns que pagam o normal para compensar os outros.
    Pensei que ao entrar numa grande cadeia seria diferente mas logo no 1º dia de Ginásio cheguei a triste conclusão que esta organização é um pouco
    de fachada. Os funcionarios/monitores são formados para ser vendedores e com altos objectivos de venda para cumprir, mas entristece-me
    presenciar numa aula de Ginasio pessoas sem qualquer acompanhamento, a fazerem exercicios de qualquer maneira e com posições incorrectas.
    O Ginasio realmente tem bastantes monitores (personal Trainer(s) ) mas monitores com serventia ao Ginasio são apenas 2 que nem sempre estão
    disponiveis para ajudar e corrigir os utentes.
    Pago cerca Euros 85,00 por mes, e em relação ao decréscimo do Iva não senti nada, pois pelo que percebi e pelas contas que fiz, o mesmo foi arrecadado para um determinado saco azul do Holmes place.
    Neste momento o Holmes Place esta com uma campanha em que os Socios poderão baixar as mensalidades para Euros 69,00.
    Achei que finalmente a minha prestação iria baixar mas ao contactar o HP para saber pormenores, constatei logo que era publicidade enganosa
    pois para usufrir dessa campanha, teria que ser obrigada a pedir um credito à “credibom” no valor total dos 24 meses em que o HP recebia de imediato
    o valor total e eu ficaria ligada á credibom durante 2 anos.
    Perguntei tambem se caso o HP sai-se de Portugal como seria em relação ao credito ? Pois o dinheiro já estaria do lado do Holmes Place e eu com a divida ao Banco do restante valor mas essa questão não me foi respondida.

    Neste momento faço apenas aulas, mas já compreendi que me resta procurar um outro Ginasio, o que não será dificil …

  • João CoutinhoResponder

    Caros,

    Sou sócio do HP em Cascais á dois anos e na verdade a única vêz que eles tentam falar comigo é para anunciar promoções para ter novos sócios ou para me chatearem quando vou treinar a tentar vender PT quando eu não peço nada.

    Vários factos, pouco éticos e discrimatórios:

    – eles fazem alterações contratuais sem nos avisar
    (ex: mudança teórica do tipo de actividade praticada,
    quando na práctica continuamos a fazer o mesmo e sem
    sequer termos a possibilidade de pagar menos 5 euros
    quando não fazemos actividades de grupo);
    – existem, para a mesma utilização, sócios a pagar
    preços diferentes;
    – esta nova mensalidade, como alguns aqui mencionam e
    referem como grande conquista, obriga a pagar durante
    24 meses a mensalidade a uma empresa de crédito, que
    nos pede dados relativos á nossa situação financeira,
    o que me parece abusivo quando somente queremos
    practirar uma actividade desportiva e não estamos a
    querer celebrar qualquer contrato de crédito.
    – a justificação que é dada actualmente para não baixarem
    o valor da mensalidade é que isso já tinha sido feito
    em 2007. É totalmente verdade, pelo que falta de ética
    ou respeito pelos clientes já vem de trás.

    Sugestões para sermos levados a sério:
    – cancelar, com pré aviso de 30 dias, a inscrição e
    procurar outra alternativa (a concorrência é saudável,
    embora eu ache que isto é concertado entre os vários
    ginásios);
    – apresentar reclamações por escrito em todos os meios
    possíveis;
    – exigir facturas mensais;
    – dar a conhecer estes factos e medidas a todas as pessoas
    que conhecem.

    Cumprimentos,
    João Coutinho – Sócio HP nº CC08585

  • SLResponder

    Soube que a petição já encerrou e foi entregue a várias entidades, bem como ao HP.

    Já há novidades?

    Agradeço actualização.

  • Deodato LimaResponder

    Caros amigos, basta só esquecerem-me todos de desligar a água quente sempre que terminam o duche…

  • Deodato LimaResponder

    Caros amigos, basta só esquecerem-se todos de desligar a água quente sempre que terminam o duche…

  • Manuel CabralResponder

    Com tantas provas de desonestidade por parte do HP, é estranho que os principais meios de comunicação social (televisões, radios, publico, expresso, dn, visão, etc…)ainda não tenham feito uma grande peça sobre o que se passa neste clube !!!

  • Mário AmaralResponder

    Frequento um dos ginásios Holmes Place desde 2004.
    Pago sempre por transferência bancária, no entanto em quatro anos estes senhores nunca se dignaram a emitir uma factura, recibo ou comprovativo de pagamento. Já comprei artigos na loja deles e a situação é igual: nada de recibos…
    Isto é legal? Terei eu de reclamar por comprovativos todos os meses? Haverá com esta atitude uma fuga aos impostos?
    Não será esta situação passível e merecedora duma denuncia à Inspecção-Geral de Finanças?
    Agradeço desde já o vosso esclarecimento.
    Obrigado

  • AndreResponder

    Deodato, o objectivo é fazer os ginásios pagarem pelo o abuso deles e não o meio-ambiente! Para isso mais vale desgastar a imagem deles.

  • Fernando SantosResponder

    Se não cancelarem a inscrição, passam um atestado de BANANA a si próprios. A estartégia dos 69 euros obriga a uma fidelização extra de dois anos.

  • Paulo BragaResponder

    Caros
    O Play Health Club em Valongo baixou as mensalidades e ao mesmo tempo investiu nas instalações e na quantidade de serviços/aulas disponíveis.
    Bem Hajam!

  • Antonio SilvaResponder

    A petição online fechou, uma farsa completa!!

    Tudo indica que o “chico esperto” que lançou a petição deve ter conseguido um bom acordo, é claro que à custa de todas as pessoas que, como eu, de boa vontade assinaram a petição.

    Expliquem por favor como se pode dizer que:

    “Se após esta reclamação formal o reembolso do nosso dinheiro de 2007, cobrado ilegalmente, nao suceder, iremos tudo fazer para colegas na nossa area de influencia anularem as suas inscrições no Holmes, ate porque outros Clubes tem ofertas semelhantes ou melhores e ate mesmo apresentar queixa criminal contra o Holmes Place.”

    Há mais! também escreveu que:

    “Iremos tambem com estas assinaturas agora recolhidas apresentar reclamação escrita com cópias de facturas e contrato na Associação de Ginasios, Secretaria do Estado do Desporto, Direcção Geral dos Impostos, DECO e obviamente à administração do Holmes Clube com conhecimento a diversos meios de comunicação com os quais temos alguns contactos.”

    Contudo parece numas das reuniões com o Holmes alguém lhe fez uma lavagem cerebral, porque decide fechar a petição com esta última declaração:

    “No entanto, pessoalmente reafirmo a minha confiança no Holmes Place pretendendo continuar a usufruir da adesão que desfruto já há 7 anos.
    Acima de tudo, partilhamos todos os mesmos objectivos na prática saudável de exercício físico e reconheço no Holmes Place uma das maiores e melhores empresas no mercado de fitness, daí continuar a ser associado.”

    Por favor…

    Nota: Inquiri por email o criador da petição mas como seria de esperar não obtive resposta, porque será?

  • Pingback:O inoportuno encerramento da petição de pressão sobre o Holmes Place - Economia & Finanças - Todo o economista é um leigo, todo o leigo é economia

  • AlfaceResponder

    Não sendo utilizador do Holmes Place, mas preocupado com este tipo de abusos, sugiro que ataquem em frentes multiplas:

    – queixa por burla e abuso de confiança (é mesmo assim, o que ele fez do ponto de vista jurídico foi burla e abuso de confiança, com vantagens pessoais) às autoridades competentes contra o 1º subscritor peticionário por utilização utilização abusiva de associação de terceiros;

    – reactivação de nova petição e queixa na entidade que as promove na net contra o anterior primeiro subscritor;

    – queixa à ASAE (acho que é a actividade competente agora) e à Inspecção de Finanças por não passarem reiteradamente facturas/recibos de pagamentos efectuados;

    – queixa à autoridade da concorrência por práticas ilegais de concorrência, nomeadamente o caso em apreço de beneficiarem um único cliente, não abrangendo todos os outros;

    – comunicarem todas as queixas efectuadas ou a efectuar a outras entidades à Secretaria de Estado do Desporto;

    – etc…

  • Joao CorreiaResponder

    Chamou-me a atenção na frase do artigo “Ao aparentemente agirem de forma concertada, os ginásios deixam na prática pouca margem de acção os clientes.” em particular as palavras agirem de forma concertadaAlguém aqui é jurista para me informar se isto configura um crime / iniciativa ilegal? Tenho sempre ouvido dizer que é atentatório da livre concorrência haver concertação de preços, campanhas, propostas, etc. A ser assim e não havendo qualquer iniciativa das entidades oficiais quererá isto dizer que o cambão já é legal?

  • mariaResponder

    Quando se vive numa cidade pequena do alentejo onde só existe um ginásio, é difícil argumentar que se vai para a concorrência!
    De salientar, que o ginário por mim frequentado, o Kalorias Clube de Santo André, nem sequer fornece o livro de reclamações, quem quer reclamar, fá-lo numa folha própria do ginásio e nunca obtém resposta.
    Só lá vai quem quer!

  • Mário LuzResponder

    Cara amiga Maria, do Alentejo: eles são obrigados a facultar-lhe o livro de reclamações. Caso não o façam pode e deve chamar as autoridades, PSP ou GNR, para tomarem conta da ocorrencia. E é assim que se deve fazer, senão qualquer dia passamos para um estado de cóboiada ainda maior do que a já temos.

  • JSResponder

    Jaime Santos socio hp na boavista. a semana passada digiri-me ao holmes place para aderir ao novo cartão top 24.
    1º pergunta: quanto voce recebe?
    2º a quanto tempo esta no holmes place?
    depois de estras e outras perguntas estranhas la me fizeram a inscrição. passou dias e não disseram nada ontem fui la perguntar como estva isso e disseram-me que não disseram nada porque o ca~rtão tinha sido rejeitado. perguntei porque recebo a resposta que não estava ninguem para me responder.
    agora pedi os recibos para verificar o que aumentou e vou prestar reclamação por ter sido cobrado um valor diferente sem aviso previo.

  • João CoutinhoResponder

    Ainda sobre o ginásio Kalorias, em Sto. André:

    O que eles tentam fazer é, em vêz de dar logo o livro de reclamações, tentar que o cliente escreva num formulário existente na recepção para apresentar sugestões/melhorias.

    Não cedam. Se eles não o entregarem, chamem a PSP ou GNR.

  • SergioResponder

    Gostaria de perguntar ao senhor Deodato (pelo nome acho que é o senhor do HP da Defensores de Chaves, se não for, peço desculpa pela confusão, mas o que se segue continua válido) onde é que aplicaram o dinheiro que me cobraram indevidamente durante todo o ano de 2007. Quando fui buscar uma cartinha de esclarecimento com o título: “A TAXA DE IVA NÃO BAIXOU EM 2008”, deparei-me com uma frase interessante (o facto de pagar aulas de grupo, sem me ter sido avisado a tempo, e sem que haja as ditas à hora a que eu vou ao HP também não deixa de ter a sua piada) que passo a reproduzir: “Em 2007 e 2008, a Holmes Place desenvolve um vultuoso investimento adicional na melhoria e actualização dos seus recursos humanos, instalações e equipamentos”. Depois de ler isso, perguntei-me: “Instalações e equipamentos?!” Onde, se quase metade dos duches estão fora de serviço? Se já tenho tomado banho de água fria? Se já nem um simples aromatizador têm na retrete, notando-se, por vezes quando se lá entra, aquele cheiro a matéria fermentada? Será que sou muito azarento e tudo o que uso está pior do que há 2 anos quando entrei, ou aquela carta é uma colectânea de habilidades/falsidades/mentiras/etc ? Fico à espera do esclarecimento. Obrigado.

  • SergioResponder

    Peço desculpa ao senhor Deodato por tê-lo incluído no meu comentário anterior, mas é que quando vi o seu nome, lembrei-me logo do nome de um dos directores do HP da Defensores de Chaves, e já nem tive o cuidado de ler o seu comentário; agora que o li cheguei à conclusão que o senhor Deodato presente neste site deve ser apenas mais cliente enganado como eu. Fica aqui o pedido de desculpas ao senhor Deodato.

    Quanto ao que expus acerca do HP da Defensores de Chaves, ainda hoje lá fui e verifiquei que continua tudo como eu descrevi ontem.

    Cumprimentos a todos, e “bom treino” 🙂

  • HugoResponder

    Acho que nos estamos a esquecer de uma coisa, a prática da actividade fisica é muito mais importante que 4 ou 5 euros.
    Quando assinámos o acordo com o Holmes Place, já estávamos com noção dos valores que nos iam retirar mensalmente, e a mim até me avisaram que estava sujeito à inflacção por cada ano civil.
    Ando no Holmes Place, por causa do SERVIÇO, das INSTALAÇÕES, que é tudo excepcional diga-se de passagem, e porque faz bem praticar exercicio fisico à minha saúde, que é MUITO mais importante do que 4 ou 5 euros!!
    Abraço e vivam a vida com saúde!

    NOTA DA ADMINISTRAÇÃO DO SITE: O Hugo editou este comentário a partir de um servidor do Holmes Place: IP: 195.22.28.2 , gw.holmesplace.pt

  • SergioResponder

    Provavelmente o senhor Hugo não estava à espera que fosse possível detectar a proveniência do seu comentário, não é? Assim sendo, penso que não é preciso eu dizer mais nada acerca do seu comentário.
    Abraços e bom treino.

  • Paulo BragaResponder

    Incrível a falta de seriedade de algumas pessoas associadas ao HP! Admitam que erraram, corrijam e voltem a conquistar a boa imagem que já tiveram. Humildade é uma qualidade só ao alcance de alguns. Abraços e Sejam Felizes com Desporto.

  • SergioResponder

    Estimados clientes/sócios do Holmes Place,
    fiquem atentos às vossas caixas de correio,
    porque deverão estar a receber uma carta do CEO do Holmes Place Iberia.

    Imaginem que agora o senhor resolveu pedir desculpa pelo esclarecimento tardio
    (mais de 1 ano depois de ter começado o usar o nosso dinheiro para o que bem lhe apeteceu),
    agora que quando fazemos uma pesquisa por “Holmes Place” no google.pt, as 4ª, 5ª, 6ª e 7ª entrada
    são QUEIXAS/ALERTAS para os esquemas que HP usa para nos ir ao bolso todos os meses a partir do momento
    em que assinamos o contrato, agora já gastou o nosso dinheiro, e não foi em melhorias em instalações
    (pelo menos no meu HP), nem em aulas de grupo, porque não as têm para oferecer quando lá vou,
    agora ele acha que está na altura de prestar esclarecimentos.
    Honra lhe seja feita, o senhor começou mesmo a abrir-se connosco.
    Imaginem que ele confidencia-nos que a estratégia não foi, de todo, oferecer aos sócios um preço mais
    baixo correspondente à descida do IVA. Disso já nós sabíamos, para enfim ele confessou.
    No entanto ainda falta reconhecer que nem todos os ginásios da HP fizeram os tais investimentos em
    instalações de que ele fala (talvez quando o google.pt for ainda mais desfavorável ele confesse).
    A parte final da 1ª página, imaginem, é o choradindo, o senhor fala do “destaque” desmedido que os meios
    de comunicação têm dado à HP (pessoalmente, estranho é que esta conduta ainda não tenha tido o destaque
    televisivo que merecia). Diz ainda o senhor que resolveram não se envolver em polémicas
    (será por não terem nada minimimente aceitável que suporte as suas decisões? Talvez.).
    Finalmente, o senhor faz mais uma confissão, a ginástica em grupo a partir de agora será incluida na
    mensalidade base. Portanto, meus amigos, é oficial: O Holmes Place confessou que aumenta as
    mensalidade 16%, muito acima da inflação, portanto.
    Uma pergunta para as entidades fiscais: Como é que se permite ao HP pagar 5% de IVA, antes de essa lei
    sair em Diário da República? Sim porque a lei saíu este ano, certo?
    Por que motivo andou a Holmes Place cerca de 1 ano a pagar menos 16% de IVA do que o suposto?

    Cumprimentos, e BOM TREINO

  • Manuel EmílioResponder

    Em relação ao IVA existe é um Ofício Circular das Finanças, penso que do final de 2006, onde se faz uma interpretação da Lei que permite que aos serviços desportivos dos Health Clubs apenas seja aplicada uma taxa de 5% de IVA. No caso do HP esta taxa foi aplicada a partir de Fevereiro de 2007 mas mantiveram o preço final cobrado aos sócios, pelo que na realidade se tratou de um aumento de 16% nos serviços prestados, sem qualquer aviso aos sócios como teria de ter sido feito ( a maiorida de nós apenas veio a perceber o aumento efectuado em Janeiro deste ano).

    Portanto do ponto de vista das Finanças (IVA) o HP está legal. Foi / é um abuso e não está legal é para com os seus sócios pois deveria notificado com a devida antecedência o aumento da prestação de serviços (que encapotadamente mas efectivamente se deu) conforme se obriga o HP nos contratos celebrados com os sócios, tanto mais que já tinha procedido ao aumento automático anual em Janeiro e que, também como está no contrato, tem de estar relaccionado com a taxa de inflação.

    Em tudo o restante concordo com as observações do Sérgio em relação à carta circular do CEO do HP.

    Carlos Emílio

  • João CoutinhoResponder

    Decidi de uma vêz por todas deixar de pactuar com empresas que julgam poder fazêr o que bem lhes apetece com os seus clientes.

    Já cancelei a minha inscrição.

  • Ricardo MirandaResponder

    Sou cliente do Holmes Place Aveiro.

    Se acham que devem mudar de ginásio, então mudem… Está tudo igual nos outros… Não conheço nenhum ginásio que tenha descido a mensalidade e mantido a qualidade e serviços que oferecia!!! Ao trocarem um Health Club por um ginásio inferior, são capazes de ter uma mensalidade inferior. Só não são garantidas as excelentes condições de qualidade, higiéne e profissionalismo.

    Não estou aqui a defender o HP, mas é triste ver pessoas que escolheram frequentar um Health Club com designação Premium, e agora querem preços praticados por ginásios de bairro!

    Claro que não gostei do aumento que foi feito… deveria de ter sido mais clara a posição do HP Ibéria! Acho que todos temos direito a pedir explicações e acho que deve ser dado um devido pedido de desculpas com opção de continuar ou não a frequentar o clube, podendo anular o contrato sem custos envolvidos! E sabem que mais? Se isso acontecer, acredito que a maioria esmagadora continuará no clube, porque estamos todos no mesmo barco em busca de saúde! Se eu pago para frequentar um dos melhores clubes do Mundo, como poderia pagar o mesmo que se paga num ginásio de bairro? É só pensar…

    O simples facto de limparem os estúdios após cada aula, bicicletas de RPM após cada aula, limpeza dos balneários constante e diária, espaços amplos, gel de banho, cremes hidratantes, secadores, secador do fato de banho, shampoo, qualidade das máquinas e profissionalismo de todo o staff, entre outras coisas, faz-me continuar no CLUBE que eu escolhi para frequentar!!
    Como seria possível ter esta qualidade, por exemplo, a €50 mensais com modalidade de 7 vezes por semana?!? (Este é o preço médio praticado por outros ginásios de qualidade mais baixa, em relação ao Holmes)

    Eu acho que todos deviam mostrar o seu descontentamento sim, mas agora neste momento é engraçado aplicar o velho ditado: “Zangam-se as comadres, sabem-se as verdades!”. Qualquer coisinha é mau… o Holmes é mau por isto e por aquilo…. Mas na altura de entrarem no clube, lerem o contrato e visitarem as instalações não reclamaram! Nem pelo preço!!! E porquê? Porque achavam adequado à qualidade do clube… Ora para manter essa qualidade, é preciso… pagar!!

    Volto a referir que não sou a favor da atitude face à descida do IVA e aumento da mensalidade, acho até que deviam ser tomadas medidas… mas mais pacíficas!! Agora falar mal de um sitio onde estão por livre vontade….
    Neste momento, enquanto não se resolvem os problemas, acho que todos deveriam fazer aquilo para que estam a pagar!! Treinar e promover a saúde de cada um!! Acreditem que se treinarem com alguma regularidade verão os resultados obtidos… e facilmente compreenderão que vale cada cêntimo investido na nossa qualidade de vida. Falo por experiência própria. Através destes poucos meses no Holmes Aveiro (desde Novembro de 2007) e com a minha dedicação, pude observar resultados bastante positivos. E não sou o único a passar por essa experiência no Holmes Place Aveiro.
    Foi devido a essa melhoria e resultados visíveis que decidi por livre vontade aderir ao TOP24!

    O verdadeiro “tuga” é mesmo assim lol lol… um reclama e vai tudo atrás!! Eu antes de dar a minha opinião coloquei todos os factos na balança: (qualidade, higiéne e resultados) VS (preço). E sabem que mais? Vale a pena…

    PS. Mais uma vez repito que nada tenho com o Holmes Place, a não ser o meu contrato de TOP24 e um compromisso entre o meu PT e eu: alcançar os meus objectivos!!

  • Isabel AraujoResponder

    GINASIO DANCE,etc.

    Este belo ginásio, no mês de Março, fez-nos o FAVOR de reducir a mensalidade do Iva:
    Pagava 62€ e com a redução iria pagar 60€, é só a partir de Março (e já tinha pago o mes de Junho adiantado)
    1- A lei entrou em vigor em Janeiro 2008
    2 – Para um valor de 62€ a redução de 21% para 5% daría o valor mensal de 53.80€.
    3- Este ginásio mete ao bolso, com cada uma de nós, mais 8€ por mês (não os dá ao estado)
    4- Pedí o livro de reclamações e já efectuei a mesma, que está em analise, mas se eles trabalharem como todos os organismos públicos, só terei resposta lá para o ano 2010….
    5- A resposta da dona do ginásio (de boca claro) foi que só duas “princesas” tinhamos reclamado.
    ABRAM OS OLHOS!!! RECLAMEM! que estamos no nosso direito.

  • Mário Alberto Fernandes MagalhãesResponder

    O Ginásio Holmes tem qualidade e a mesma tem de se pagar.Aderi ao Top 24 e estou agradado com a higiene,edificio espectacular de raiz em braga,com vistas sobre a cidade.A relação qualidade/preço é óptima,69 euros.Ficaria muito mais caro com treinador pessoal,pois propuseram-me um treino semanal com o mesmo por 227 euros mensais.Não aceitei, pois tenho um grande passado desportivo e um bom cabedal,e treino bem sózinho.
    Mas tenho a dizer-vos que aqui em braga existiu uma grande aderencia ao treinador pessoal em pessoas de mais idade,45 em diante.Braga não é uma cidade de tesos.E ginásios é para quem tem dinheiro,não é para choradinhos,por mais euro menos euro.Senão anda-se na rua ou corre-se na mesma.Fi-lo por volta de trinta anos,atetismo no duro na estrada,competindo em tuto que é sitio.

  • ApagadorResponder

    Vou ser bruto:

    Ha aqui quem diga que a despeito de praticas criticáveis as decisões do HP
    devem ser apoiadas porque são um bom espaço, têm também de ganhar, todos fazem,
    quem quer exercício em tal espaço não se deve importar com uns quantos euros, etc.

    Eu opino que a lei é para cumprir, sem falhas, sem contemplações, sem perdão.
    Quem quer quer um negócio deve fazê-lo na estrita observância da lei, e que se
    não o pode fazer, deve fechar portas ou fecharem-nas por ele, se necessário com
    consequências legais pesadas.

    SE for um facto juridicamente provado que o Holmes Place andou a defraudar
    conscientemente os clientes, ou a fazer qualquer outra falcatrua, nem que seja
    de um cêntimo, deve ser punido ao máximo permitido pela lei para o montante
    que tenha posto ao bolso, e número de pessoas lesadas.

    As pessoas que defendem o HP, ou são colaboradores, amiguinhos ou então
    egoístas. De qualquer das formas devem ser pessoas sem escrúpulos nos dia a
    dia, para acharem bem certas coisas, o tipo de pessoa com quem nenhuma pessoa
    honrada deve ter negócios, ou ajudar (excepto através de um bom par de pontapés nos dentes).

  • AnónimoResponder

    A propósito da baixa da taxa do IVA nos ginásios, quero informar de que já fui integralmente ressarcido dos valores que o ginásio onde ando me cobrou indevidamente. Uma vez que o ginásio em questão não quis dar ouvidos às legítimas reclamações que lhe dirigi a propósito de uma prática inqualificável, o que fiz para por cobro à situação foi tão simples quanto isto: apresentei a situação a um Julgado de Paz.
    Esta solução não representou qualquer tipo de custo financeiro, pois não só a acção está isenta de custas judiciais como dispensa a contratação de advogado. Fiz um pequeno articulado a descrever a situação e entreguei-o no Julgado de Paz. E o resultado, no caso a sentença, foi o que era esperado: uma vez que havia um contrato de adesão, o ginásio não podia ter alterado o preço dos serviços unilateralmente. Ao manter o preço final das mensalidades/anuidade depois da taxa de IVA ter reduzido de 21% para 5%, isso significa que houve um aumento do preço da prestação de serviços sem acordo da outyra parte. Como tal, isso representa uma violação do contrato pelo que o ginásio é obrigado a devolver todos os diferenciasi decorrentes da redução da taxa de IVA.
    Espero que esta informação seja útil para todos aqueles que queiram agir no sentido de reaver algo que lhes pertence, mas sobretudo de cumprirem o seu dever de cidadania.

  • Luis VianaResponder

    Boas a todos, e como proprietario de um ginasio, apenas gostaria de dizer que nem todos são “tubaroes” como foi dito ai em cima, e que ao contrario do que possam pensar existiu muita fiscalização a esse respeito, mas como sempre, apenas de ginasios pequenos/medios…Grupos milionarios como Solinca, Holmes Place, Virgin Active, parecem estar isentos de fiscalizações. Na altura de redução do iva os meu clientes viram isso reflectido nos recibos. Os clientes devem sempre reclamar quando algo nao esta bem, agora devem tambem informar-se antes de o fazer..PORQUE EXISTE MUITA GENTE SEM ESCRUPULOS, MAS NAO SOMOS TODOS IGUAIS.

  • lurdesResponder

    estou a pensar em me escrever no holmes place em cascais , alguem me pode informar quanto é a mensalidade , se fizer exercicios de muscolação e cardio-vascular 1 hora por dia de segunda a sexta feira quanto é que pago por mês?

  • Maria joseResponder

    Olá,
    Precisa de um Empréstimo?
    Precisa de um Empréstimo pesonal?
    Precisa de um arranque de uma nova vida?
    Precisa de um Empréstimo para o seu negócio?
    Precisa de empréstimos garantidos e não garantidos?

    Em seguida, contacte o Sr. Rudi Hiber um certificado Empréstimo emprestador que pode lhe oferecer empréstimos vai este endereço: europeanfinance@live.com

    Você pode contatá-lo através telephon nubmer: +4470359 96848

  • Pingback:O IVA e os ginásios: Vivafit garante que manterá os preços e a concorrência? | Economia e Finanças

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS