Indicadores de Confiança em Portugal – Dezembro de 2006

Um pouco menos gás na confiança dos empresários, excepto entre o sector mais relevante: o dos serviços.

“Em Dezembro, o Indicador de Clima piorou, interrompendo a tendência ascendente que registava desde Outubro de 2005.

Na Indústria Transformadora, o indicador de confiança degradou-se, mas manteve-se próximo do nível dos três meses anteriores, período em que se atingiu um máximo desde Agosto de 2001. Nos Serviços, o indicador de confiança estabilizou no melhor nível desde Setembro de 2001. No Comércio, a confiança deteriorou-se, contrariando a tendência de recuperação verificada entre Junho e Outubro. A degradação de Dezembro deveu-se ao Comércio por Grosso, pois no Comércio a Retalho o indicador recuperou, este mês de forma mais intensa do que nos dois meses anteriores. Na Construção e Obras Públicas, o indicador de confiança agravou-se, fixando um novo valor mínimo dos últimos três anos.

Indicadores de Confiança em Portugal Em Dezembro o indicador de confiança dos Consumidores estabilizou, depois de ter piorado no mês anterior e interrompido a tendência ascendente que se verificava desde Fevereiro.”

in INE (clique para mais detalhes sobre os Indicadores de Confiança em Portugal – Dezembro de 2006).

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.