História da Energia, conversor energético e experiências didáticas

O ISCTE tem vindo a patrocinar uma página coordenada pelo seu Centro de Estudos de História Contemporânea relativa à História da Energia. Por lá lançou-se recentemente um conversor que calcula:

“(…) para diferentes sistemas de unidades, as quantidades de energia associadas a produtos e fontes usados na actividade humana – actualmente e no passado.”

Para quem faz investigação nesta área ou produz (ou digere) estatísticas relativas ao sector da energia, encontrar esta informação compilada e disponibilizada publicamente com o desafio “Use e desfrute” bem explícito é um tónico. Fica a dica e fica desde já a ligação acrescentada à lista de “Recursos” do Economia e Finanças.

amendoim_res150.jpg

Mas o projecto “História da Energia” que terá começado com o pretexto de estudar a Produção, Distribuição e Consumo de Electricidade em Portugal entre 1890 e 1973 têm acrescentado conteúdos interessantes colaterais à net em Português; não se limita a manter o conversor, sua peça mais recente como já sublinhei. Há informação histórica sobre o sector energético nacional, sobre a história da energia em geral, um glossário técnico e informação bibliográfica sobre a área. Este portal da história da energia iniciou-se em 2003/2004 e tem vindo a crescer progressivamente de conteúdos.

Além das área mais viradas para o conhecimento livresco, encontramos algumas curiosidades e experiências envolvendo o cálculo da energia e a problemática da medição de fontes distintas em unidades comparáveis. Os três exemplos para já disponíveis – “O Triciclo a Vapor”; “A Energia do Amendoim” (do qual se aproveitou aqui a ilustração para decorar este artigo) e “A Vida da Pilha” – são simples, claros e pedagógicos. Aliás, toda esta área de Curiosidades (que inclui jogos e desafios que põem à prova alguns conhecimentos) parece vocacionada para um público alvo parecido com o cativado por um outro projecto pedagógico na área da estatística e já aqui referido, o Alea.

O projecto é recente (e teve um “lifting” assinalável), esperemos de continue acrescentando mais utilidades e histórias a esta parte do conhecimento sobre a realidade económica nacional.

Tagged under:

5 Comentários

  • Thais de Oliveira BarbosaResponder

    Eu gostaria de saber se tem como eu copiar as experiencias??

    Se puderem me respondera assim que possível eu agradeceria.

  • DedéResponder

    gostei mucho cara!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    valeu !!!!!!!!!!!!!!!!!
    vc ajudo eu muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito cara!!!!!!
    xau…………………inte a porcima!!!!!

  • marianaResponder

    eu queria saber sobre algumas práticas de experiencias sobre energia

  • El CuzoneResponder

    essa porra num me ajudo em nada enfia no cú essas experiencias caralho!

  • milenaResponder

    pra ser sincera isso tbm naum me ajudou em nada ….poderia ser de uma forma mais clara e resumida ..é como nadar,nadar e morrer na praia.
    vlw ..=) xau

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.