Diferentes matizes de Social Lending: um exemplo norte americano

Ainda acerca do Social Lending aqui referido a pretexto do serviço britânico Zopa, o Miguel Caetano do Remixtures deixou nos comentários uma outra iniciativa concorrente na área sedeada nos Estados Unidos da América: outro banco peer-to-peer, o Prosper.com.

O exemplo replica-se!

Adiconalmente para termos uma imagem mais equilibrada dos prós e dos contras, bem como as diferenças que separam o conceito do Zopa e do Propser deixo aqui as sugestões adicionais do Miguel. A saber:

P2P Foundation de onde cito :

“(…) At first impression, there is a definite change of feeling-tone if you compare ZopaWeb to Prosper. The Zopa bank presents itself as an exchange, which implies a conscious interconnection between parties; Prosper defines itself as an online marketplace.

In the New York Times article, the arguments used by the founders are that the new model is leaner, and there is also a bidding process, which makes the market a pure power play just as in ordinary capitalism, the difference being that the process is more distributed.”

Bem como este (finance) e este (banking) artigo.

Um comentário sobre “Diferentes matizes de Social Lending: um exemplo norte americano

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.