Investir

O que são e como investir em CFD?

Os Contracts For Difference (CFD) ou contratos por diferença, são um instrumento financeiro mais populares da classe dos derivados e definem-se pela aposta na evolução do preço de um ativo sem haver necessidade de o adquirir.

O ativo, ou subjacente sobre o qual se afere o CFD pode ser uma ação de uma empresa, uma obrigação, ou outro.

Como funciona um CFD?

O contrato por diferença faz-se entre duas partes ou investidores que acreditam que o preço de um ativo terá um comportamento futuro oposto. Havendo dois investidores com essa diferença de perspetivas, é possível criar um CFD que lhes sirva. A posição de cada investidor é assim definida pelas diferentes expectativas sobre a evolução do preço.

Ambos podem especular sobre a evolução de uma ação ou obrigação sem terem de incorrer nas despesas de adquirir esses valores mobiliários ou ativos.

Os CFD permitem, com um nível de investimento base relativamente pequeno, garantir uma exposição elevada com o que isso tem de risco/retorno potencial. O risco e o retorno andam sempre de braço dado no mercado de capitais e é muito importante que todos os investidores tenham noção disso e definam à partida, de forma consciente, até onde estão dispostos a aceitar risco para tentar um retorno elevado.

Definido esse perímetro ou essa disponibilidade financeira, os CFD são, como dissemos, umas das formas mais populares de participar no investimento em ativos mais especulativos. Os CFD são contratos alavancados, ou seja, permitem amplificar o potencial de risco/retorno com um pequeno valor aplicado à partida. Por definição, ao contrário do que se passa com produtos clássicos, a exposição do investidor não se limita a perder o valor que investiu, as perdas podem ser maiores, contudo, também por isso, permitem que com um investimento pequeno, caso a aposta seja ganha, se obtenha um retorno elevado, muito superior ao que se obteria se se investisse o mesmo montante num produto clássico.

Pode recorrer a informação mais especializada e detalhada sobre CFD, sobre como investir e determinar com rigor os riscos e definir até onde pretende investir consultando este sítio de um intermediário financeiro especializado e autorizado a negociar CFD em Portugal.

Posso negociar CFD?

Nos CFD, contratos em que o vendedor paga ao comprador a diferença entre o valor de mercado do ativo subjacente numa data de fecho que contrato pré-acordada assumida nesse contrato e o seu valor de mercado na data de abertura da posição –  poderá ter:

  • Risco de perda parcial, total ou mais do que o capital investido;
  • Risco de contraparte: risco típico dos derivados negociados fora de bolsa associado à solvência da contraparte do contrato;
  • Risco de mercado em função da valorização ou desvalorização do ativo subjacente;
  • Risco de liquidez.

Naturalmente, nem todos os que compram CFD os manterão até ao final do contrato, há que saber negociá-los nos vários mercados e plataformas existentes para o efeito (ver mais aqui).

Tal como as ações ou obrigações, os CFD têm diferentes níveis de liquidez e tipicamente podem ser negociados em várias plataformas podendo mudar de mãos múltiplas vezes entre a data de abertura e de fecho da cada contrato.

Em suma, não deixe de se informar melhor antes de investir uma parte das suas poupanças em algo um pouco mais fora da caixa.

Bons negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *