Atendimento do Centro Nacional de Pensões em Lisboa na Av. 5 de Outubro

Centro Nacional de Pensões Edificio Sede 2019

No final do mês de março de 2019 o atendimento do Centro Nacional de Pensões e os serviços centrais do Instituto da Segurança Social passaram a ter como localização o antigo edifício BNU ou da Caixa Geral de Aposentações na Avenida 5 de Outubro em Lisboa.

Este edifício foi alvo de uma intervenção de modernização e vem concentrar num único local particularmente bem localizado 13 serviços anteriormente dispersos pela cidade. Este edifício fica junto da linha amarela, próximo da linha vermelha e muito próximo da estação intermodal de Entrecampos servida pela linha de Sintra, linha da Azambuja e pela linha da Fertagus que atravessa a ponte 25 de abril. Fica também próximo da Avenida da República e das principais carreira da Carris que aí têm paragem. É ainda servido por estações da bicicletas Gira.

 

Quais os serviços disponíveis?

Segundo a Segurança Social estes serão os serviços concentrados no referido edifício:

  • o serviço sede do Centro Distrital de Lisboa (antes no Areeiro),
  • o serviço de atendimento do Centro Nacional de Pensões (antes em Entrecampos),
  • o Serviço de Verificação de Incapacidades e
  • o serviço de atendimento do Departamento de Proteção Contra os Riscos Profissionais (antes na Av. Estados Unidos da América).

 

Atendimento do Centro Nacional de Pensões em Lisboa

O atendimento do Centro Nacional de Pensões em Lisboa fica concentrado no edifício da Av. 5 de Outubro/Av. de Berna e será feito estritamente por marcação prévia. Contudo, a Segurança Social informa que terá no mesmo edifício, a funcionar:

“Dois postos de informações rápidas (informação não processual), um quiosque que permite ao cidadão aceder à Segurança Social Direta e à Linha Segurança Social, bem como a entrega de envelopes de atendimento diferido.”

 

Onde são exatamente os locais de atendimento?

Eis a informação prestada pela Segurança Social sobre este tópico:

“A entrada para o serviço de atendimento geral é feita pela Av. de Berna, n.º 18-B e para o Serviço de Verificação de Incapacidades e o serviço de atendimento do Departamento de Proteção Contra os Riscos Profissionais, pela Av. 5 de Outubro, n.º 175.”

Centro Nacional de Pensões Edificio Sede 2019

Como fazer a marcação prévia?

Eis como deve proceder e quando para poder garantir que é atendimento nestes serviços da Segurança Social:

“Para agendar com antecedência o atendimento para o dia e a hora mais convenientes, deve ligar o 300 502 502, dias úteis, das 9h00 às 18h00,  Pode também marcar o atendimento através do portal da Segurança Social, em www.seg-social.pt, possibilitando a marcação do atendimento de forma cómoda e sem custos associados para o cidadão.”

 

ATUALIZAÇÃO:

Na primeira quinzena de maio de 2019, o Ministro do Trabalho e da Segurança Social garantiu que com a entrada ao serviço recentemente garantida de algumas centenas de novos quadros, o volume de processos em atraso pendentes no Centro Nacional de Pensões está finalmente a começar a diminuir. O número de processos despachados no espaço de um mês é já superior ao número de processos que estão a entrar. Ainda assim o volume de pendentes é muito elevado pelo que a eliminação dos tempos de espera será progressiva e prolongada. Será ainda dinamizado o pagamento de pensões provisórias aos casos pendnetes onde as pessoas envolvidas são mais idosos (acima dos 66 anos).

Tagged under:

40 Comments

  • Camilo LoureiroResponder

    Não passa de uma mera encenação! O cerne das questões mantêm-se. Questionam-se as informações que são prestadas uma vez que na maior parte das vezes não correspondem à realidade e comprometem decisões com a irresponsabilidade total de quem as presta!
    Atrasos no deferimento com cerca de 1 ano para os Pedidos de Reforma, sempre com o álibi de um concurso aberto em Agosto/2018 de 200 funcionários que tardam em ser seleccionados, admitidos e formados. Atrasos no cumprimento das decisões do Tribunal de Contas sobre o cálculos dos cortes mal calculados que se verificam desde o ano de 2006. INSENSIBILIDADE TREMENDA PARA QUEM ESGOTOU O SUBSÍDIO DE DESEMPREGO DE LONGA DURAÇÃO E PRETENDE OBTER A REFORMA ANTECIPADA, UMA VEZ DESPROVIDOS DE QUALQUER RENDIMENTO. ATRASOS COM CERCA DE 1 ANO NA ELIMINAÇÃO DOS CORTES TEMPORÁRIOS DAS REFORMAS ANTECIPADAS; etc, etc. etc. Anuncio de que a admissão de novos funcionários implicam uma demora de cerca de 1 ano. Expectativas falsas sobre a suavização dos cortes das reformas que se verificaram durante o período da Assistência Financeira da TROIKA. Enfim meras promessas e folclore…

    • fernanda romaoResponder

      so quero reforçar as palavras deste senhor pois eu estou na situaçao de espera a quase um ano a espera da resposta do pedido de reforma antecipada por desemprego de longa duraçao sem qualquer renumeraçao desde agosto do ano passado

  • AnaResponder

    E o mal de toda essa triste realidade, é que o povo é sereno, não se passa nada. Reclamamos, mas não passamos à acção. Porque se todos os que estão a sofrer na pele as consequências de informações irresponsavelmente dadas e os atrasos de 1 ano na atribuição de pensões, fizessem finca pé à porta do Centro Nacional de Pensões, agora que o governo anda a fazer propaganda do país das maravilhas, talvez resultasse.

  • Camilo LoureiroResponder

    Aqui vão links de artigos que demonstram a pouca vergonha que se está a passar com o deferimento dos pedidos de pensões que são milhares. Será para reportar a despesa para o próximo quadro governativo!? Porque será que os partidos que apoiam o Governo se mantêm impávidos e serenos com estes assuntos que prejudicam milhares de trabalhadores!? Calculo das Pensões mal efetuados com erros grosseiro (ver auditoria do Tribunal de Contas)
    Aqui vão alguns poucos links:
    https://www.publico.pt/2019/02/25/economia/noticia/queixas-pedidos-pensoes-denunciam-atrasos-10-meses-1863222

    https://www.publico.pt/2018/12/22/economia/noticia/queixas-atrasos-pensoes-triplicam-2018-1855669

    https://zap.aeiou.pt/meio-ano-receber-pensao-reforma-212714

    https://www.publico.pt/2018/07/30/economia/noticia/medidas-para-acelerar-atribuicao-de-pensoes-chegam-em-breve-1839554

    https://www.dinheirovivo.pt/economia/reformas-governo-quer-normalizar-pagamentos-ate-ao-final-do-ano/

    https://observador.pt/2019/02/25/a-resposta-ao-pedido-de-pensao-pode-demorar-ate-um-ano/

  • Ana HortaResponder

    Marcação prévia serve para afugentar quem necessita destes serviços. Vamos lá ver se o dito telefone para marcação também funciona.

  • Elvira FonsecaResponder

    Serviço lamentável,no ninguém sabe dar uma informação concreta, há pessoas há 1 ano há espera que lhes seja paga a reforma a que têm direito, não senhores esse dinheiro não é vosso é nosso trabalhamos muitos anos para ter esse direito, é uma vergonha este ministro e estes serviços estão a deixar as pessoas em situação deplorável , Vergonhoso!!! O número de atendimento para marcação funciona sim tenho marcação para junho, não sei que serviço é este

    • Rui Cerdeira BrancoResponder

      Três meses de espera no serviço de atendimentos por marcação?

  • Elvira FonsecaResponder

    Exato Rui é isso mesmo estou a falar porque é comigo mesmo,como podemos estar três meses á espera para podermos saber uma simples informação que não nos é dado através do telefone,é lamentável ,mas é uma realidade !!

    • Ondina aflaloResponder

      Um ano que sorte eu ja estou a espera a 2anos e 4 meses. Para obter algumas infomaçons fiz 50chamadas telefonicas repartidas pour varias vezes. So assinalar que a minha reforma foi pedida anticipada e que moro na suissa. As imformaçoes sao sempre as mesmas .pena que o nosso portugal continue assim .

      .

      • António Tavares VazResponder

        António Vaz 6 de Junho 2019. Eu estou quase com 3 anos a esperar pelos meus direitos de França.

        • Marcia MedeirosResponder

          Sro.Antonio meu sogro tambem vive em frança e esta ha 2 anos a espera da reforma portuguesa , ja tem 69 anos , ja entregou os papeis todos necessarios ja fez 2 reclamaçoes e nao dizem nada , eu vivo nos açores e tenho que me deslocr a Lisboa para tentar perceber o que se passa . Inadmissivel …..

  • Camilo LoureiroResponder

    A solução governativa envolvendo os partidos de esquerda tem como efeito a falta de uma oposição forte. Reina o silêncio e apenas com programas televisivos de Ana Leal e outros é que vamos tomando conhecimento destas atrocidades
    Infelizmente o resultado é nulo pois é caso para dizer os cães ladram mas a caravana passa?
    É altura já nas próximas eleições para o parlamento europeu alterarmos a orientação do nosso voto, quando não seja maisem pequenos partidos que não façam parte da solução governativa

  • MarioResponder

    BOM MINISTRO DE TRABALHO NO GOVERNO SOCRATES MELHOR AINDA NO GOVERNO ANTONIO COSTA!!!!!

  • Jorge MergulhãoResponder

    A mudança da logística de atendimento, não justifica o facto de a Segurança Social Directa estar em manutenção à vários dias.
    O sistema informático também foi deslocalizado?
    O que é se passa? Mistério!
    Nos guias são indicados prazos longe de cumprimento e sem justificação à vista.
    Estamos cativados.

  • MMResponder

    O meu Pai faleceu a 21-10-2017, o pedido de subsidio de funeral e a pensão de viuvez para a minha Mãe foram pedidos em Novembro 2017 , até ontem 14-05-2019, a minha Mãe já se deslocou ao serviço de atendimento da segurança social, 9 vezes, a resposta é sem+re a mesma, o processo esta parado a espera de uma resposta da Alemanha, pois o meu Pai trabalhou l´15 meses na década de 70.
    Ora se o meu Pai já era reformado por invalidez e depois por velhice, qual é a duvida a cerca da carreira contributiva?
    Se a minha Mãe não tivesse casa própria e filhos para a apoiar como seria a vida desta senhora com vários problemas de saúde ?
    Agora psicologicamente agravados pois não é fácil com esta idade depender dos filhos para honrar com os encargos básicos.
    Certamente os Pais dos nossos governantes não passam por situações destas, que no caso da minha Mãe não é das mais graves, pois tem apoio dos filhos.
    Como sobrevivem as pessoas sem receberem o que é seu por direito e sem apoios?
    Falam na ajuda aos sem abrigo? Evitem que que se chegue a a situações limite, cumpram como cumpriram estes cidadãos.

    • Rui Cerdeira BrancoResponder

      A verdade é que nunca se devia ter chegado a esta situação mas chegou (acordos de saída no auge da crise, reformas antecipadas, etc) e agora há uma grande pilha de processos em atraso por resolver. Ontem mesmo o Ministro do Trabalho garantiu que com o recrutamento de algumas centenas de novos quadros para a Segurança Social para o Centro Nacional de Pensões já estão finalmente a despachar mais processos do que aqueles que entram o que quer dizer que o tempo de espera está a diminuir. Foi também dito que estão a pagar pensões provisórias mas não sei se abrangem todas as situações pendentes.

  • Guilherme AraújoResponder

    A segurança social em termos de atendimento é uma autêntica desgraça, como o país onde vivo, para ser atendido tenho de ir para a porta as 5 da manhã e talvez tenha a sorte de uma senha…depois tudo depende da disposição de quem me atende, eu protesto pela demora e quem me atende protesta porque …..antes éramos 100 agora somos 50 e o serviço aglomera-se…. E são estas coisas corriqueiras que tornam este país no sitio …. 3° mundo….. Convenhamos que o dinheiro roubado pelo gajo do BES, e os dos BPN, CGD, BANIF, NB etc etc..o Sócrates e companhia..dava para pagar os salários numa vida aos novos assalariados da SG e não só…e em termos práticos talvez isto melhorasse….

  • ana rodriguesResponder

    Tenho um familiar que solicitou a pensão em Agosto de 2017, até hoje nem lhe responderam…

  • fernando figueiredoResponder

    Fernando Figueiredo tudo o que aqui é dito infelizmente é a pura da verdade, hoje estive duas vezes a telefonar para o numero 300 511 300 a primeira foram 12 minutos, a segunda 12 minutos sem contar para 300 502 502, a desculpa não recebemos algum pedido não temos nada e eu com a prova do correio da caixa internacional de Genebra com a data referencia etc., um pedido feito em 26.09 2017, e agora outra vez 22.05.2019 pais terceiro mundista, os deputados esses quando se reformam qual o tempo de espera?

  • Fernando SousaResponder

    Pergunte-se aos senhores deputados se têm pensões vitalícias e pensões de reforma em atraso. Quer me parecer que não.

    Será que o acto inocente de votar se resume a protelar a contínuação destas crueis realidades? Será que o sistema esteja desenhado exactamente para os partidos e os poderes das clientelas que os financiam, capturarem os eleitores?

    Sinto-me impotente para lidar com esta espécie de democracia. Tenho cada vez mais vergonha de dizer que sou português. Vou continuar a ler “O Poder do Agora” a fim de curar esta depressão.

    Bem hajam

  • Maria Teresa Jorge Gomes GomesResponder

    É INADMISSÍVEL a minha filha recebe uma pensão de sobrevivência, por falecimento do pai, é estudante universitária,como tal , as matriculas são só em setembro, por isso, no dia 4 set.18, data da matricula, entregou pessoalmente nos serviços da segurança social o respetivo comprovativo , entretanto, recebo um oficio com a data de agosto a suspender a pensão, por falta de comprovativo de matricula.
    Reenviamos o comprovativo em questão por carta registada em dezembro, entregamos novamente o comprovativo em fevereiro, porque segundo informação telefónica o documento não aparecia em lado nenhum.
    Com tudo isto, estamos em junho e nada, continua tudo na mesma, já lá vão 10 meses e mais o subsidio de natal.
    Enviei vários e-mails a pedir uma explicação, só obtenho aquela resposta automática, que vai ser analisada a situação.
    Que falta de brio profissional ! Não sou de todo a favor das privatizações, mas este serviço era bem privatizado, eu queria ver como seriam estes funcionários no privado!

  • AlaizeResponder

    Escrevo aqui que concordo com tudo o que disse o sr. Camilo depôs. Sou testemunha e vítima dessa inconformidade do ministro do trabalho e todos seus acessores que não tem capacidade e inteligência para administrar.

  • Agostinho de Oliveira Borges de PinhoResponder

    Eu meu comentário é que dizem muita coisa mas não fazem nada, eu estou há espera que a s.n.p. envie um dec. É 205 para França desde de Março de 2018 e ainda não enviaram nada, e pedi a reforma de França da minha esposa em desde 27 Novembro de 2018 e até agora nada, mais pedi a reforma antecipada da cá em 1 de Março de 2019 e até agora não recebi informação nenhuma, mais digo que vou aos centros de atendimento a reclamar a demora e a resposta é enviar mais um email a lembrar os pedidos de reforma que não pedem fazer nada

  • ZéliaResponder

    É lamentável que a segurança social deva tanto dinheiro ás pessoas que dele tem direito, pagando tardiamente e não pagam juros, mas se for o cidadão a dever à segurança social, então aí sim, já temos de pagar juros.
    As pensões de sobrevivência estão demasiado atrasadas, agora pergunto, como é que as pessoas conseguem sobreviver com tanta incapacidade de resposta da SSocial?
    Meu marido faleceu em fevereiro de 2019 deste ano e a pensão de sobrevivência atribuída foi de 35% da reforma que ele recebia, tendo eu direito a 60%, onde está o restante. Lamentavelmente, para a segurança social interessa que as pessoas moram, pois o estado fica a ganhar muito dinheiro para poder ser “roubado” aos milhões e sem haver responsabilidades apuradas, engordando assim o bolso dos nossos políticos falsos e corruptos que estão no poder para resolveram a sua vida pessoal, não a dos contribuintes, não se esqueçam que vai haver eleições em breve.
    Peço desculpa aos políticos honestos e preocupados com as pessoas.

  • Ulisses Rodrigues FernandesResponder

    Bons Dias~
    Exmºs Senhores

    Em Julho de 2018 a Caixa Geral de Aposentações envio ao CNP um pedido para complementar informação de modo a ser-me atribuída a minha aposentação.
    Acontece que esperava estar aposentado a partir de Janeiro/Fevereiro de 2019 mas a CGA continua a informar-me regularmente: ” A questão é que está pendente da resposta do CNP como já fiz entrega de documentos para pedido de aposentação há mais de 1 ano ( 14 de Maio de 2018) e que a data previsível da mesma seria em Janeiro/Fevereiro 2019, e aparentemente continuando a CGA a aguardar uma resposta vossa gostaria de saber se da vossa parte há alguma previsão para a resolução deste penoso problema e atraso.
    Em 30 de Abri 2019 foi de novo solicitado ao Centro Nacional de Pensões a confirmação dos períodos contributivos pela CGA conforme mail que abaixo transcrevo.
    “Aguardamos a comunicação do Centro Nacional de Pensões, no âmbito do regime da pensão unificada.
    O CNP é a entidade responsável pela confirmação dos períodos contributivos relevantes para efeitos da pensão unificada e indicação da correspondente pensão estatutária.”

    Ficaria muito grato que fossem enviados o mais breve possível à CGA a confirmação dos meus períodos contributivos para a Segurança Social
    Há uma ausência total de esclarecimentos por telefone/email/fax etc”.

    Ulisses Rodrigues Fernandes Beneficiário da S Social #################

    • Rui Cerdeira BrancoResponder

      Para sua proteção removemos os seus dados pessoais.

    • Ulisses Rodrigues FernandesResponder

      A Instituição CNP não dando qualquer informação ao utente/reclamante está a violar o Decreto-Lei Nº 73/2014 Artigo 3 de 13.05.2014 provavelmente os meios de Comunicação Social tem mais força do que as Leis vigentes neste País.

  • Cátia Adelaide Sousa BaboResponder

    Boa Tarde,

    Gostaria de saber se me podem fornecer um e-mail para poder contactar-vos, sobre um assunto relacionado com pensões por invalidez.

    Agradeço a disponibiliadade
    Atenciosamente,

    Cátia Babo

  • Aïda HenriquesResponder

    O estado é o maior ladrao de sempre!!
    Os politicos, os familiares deles e amigos, esses de certeza que nao esperam nem sequer um mês para um subsidio de funeral ou uma pensao de viuvez!
    Que vergonha, mas là esta o povo nao se revolta e entao nada avança….
    Uma manifestaçao no centro nacional de pensoes (com todas as pessoas que estao à espera de algo da ss, deixar de pagar as depesas correntes (agua, luz, telefone, rendas), enviar pedidos pelo correio para o presidente da républica, para Belem, para os institutos de segurança social,
    todos deveriam revoltar se para que o governo deixe de encher o seu papo e pense no seu povo

  • fernanda romaoResponder

    estou de acordo isto so se revlovia se as pessoas se juntassem e fizessem alguma coisa porque para amigos famaliares e amigos dos amigos esses nao esperam eu estou a 12 meses a espera

  • António FernandesResponder

    Centro Nacional de Pensões
    Av. 5 de outubro, 175
    1069-451 Lisboa
    Telefone: 300 511 300
    Fax. 300 510 851

    Informação que consta do site da Seg. Social. Quem pretende enviar fax, a informação obtida, é que o nº não está atribuído. Lamentavelmente, a maioria destes funcionários, nem de borla, os queria a trabalhar p/mim.

    • Maria VasconcelosResponder

      Há 18 meses suspenderam a pensão de sobrevivência que recebo, em nome do meu pai, alegando que não apresentei a prova escolar. Durante estes meses todos, foram várias as vezes que entreguei todos os documentos onde se confirma que, de facto, a documentação foi entregue atempadamente. Não sabem dar uma resposta concreta, apenas que vão averiguar o caso. Uma vergonha!

  • fernanda romaoResponder

    nem os emails respondem da muito trabalho

  • Graça janeiroResponder

    Concordo em absoluto com os comentários acima ,estou á espera da minha reforma á 18 meses ,e só sabem dizer que está em análise , só gostava de perceber o que tanto têm para analisar ,a mim parece me uma desculpa mal apanhada ,mas não é o Sr. Ministro que está á espera ,e assim vai este País de mal a pior

  • fernanda romaoResponder

    neste Pais morre-se a fome a espera que analisem eu ja estou a espera a 12 meses

  • E GuedesResponder

    Meus caros concidadãos. Neste país só funcionam bem as instituições criadas para nos roubarem o pouco que ganhamos! Mas ue admiração. Até permitem que demos as nossas opiniões nestes espaços, mas tudo não passa de mera diversão desses sacanas que nos entretêm desta forma e o tempo vai passando. A minha esposa faleceu em Março e Hoje dia 05-SET-2019 telefonei para a Seg Social para saber do subsidio de funeral que me é devido e nem sequer sabem de nada. Disseram-me para marcar atendimento no Centro Nacional de Pensões e dei com estes comentários todos que me deixaram arrepiado!

  • joaquimdo espirito santo afonso da fonsecaResponder

    SOU O JOAQUIM DO ESPIRITO SANTO AFO NSO DA FONSECA DATA NASCIMENTO10//06//1957 REFO OBRIGADO PELA OPINIAO

  • joaquimdo espirito santo afonso da fonsecaResponder

    estouna reforma a partir deste mes setembro pela FRANCA COMOSE PASSA COM A REFORMA DE PORTUGAL E NECESSARIO TRATAR O PROPRIO OU E A FRANCA QUE SE OCUPA??AGRADECIA QUE SE PRONUNCIASSEM??E TUDO JOAQUIM FONSECA

  • Isabel GaudêncioResponder

    POIS é, com papas e bolos de enganam os Tolos. Estou reformada por Invalidez desde 2017 recebo uma pensão mínima por não ter os anos todos de desconto nem a idade. Felizmente trabalhei mtos anos em França e é daí que o meu orçamento familiar poderá ser melhor. O problema é que para pedir os meus direitos á Caixa Francesa tive que passar pela S. Social Portuguesa que por sua vez efetuou o pedido. Mas ainda estou á espera. Porquê!!! Porque quando a Caixa Francesa recebeu os documentos ( maio 2017 ) mandou logo em agosto 2017 o pedido de informação complementar ( sem resposta ) voltou a enviar mais 2 ofícios no mesmo mês mencionando DE CARÁCTER URGENTE e até á data do mês de JULHO 2019 ou seja 2 Anos de espera a Caixa Francesa continuava sem resposta. Escrevi para CNP ao cuidado da (o) Ex Sr (a) DIRETOR (A) efetivamente obtive resposta. O respectivo documento é referente a CGA foi efetuado o pedido só que sem resposta. E que iria ser novamente relançado o pedido. Conclusão. Resta a saber se a esta data o tal documento já foi enviado a Caixa Francesa. Vou aguardar mais uns dias e entrar de novo em contato com a Caixa F.
    Portanto meus amigos, é o País que temos mas as mentalidades deste pobre e vergonhoso País faz com que as coisas andem desta maneira. Um conselho. Reclamem mais alto. Ministério du Trabalho e S.S.
    Vós garanto que, se por Acaso o meu problema não estiver concluído é o que eu vou fazer. E se formos todos determinados talvez se consiga algo. Alguém a alto nível tem que ter conhecimento de que as coisas não estão bem….

Deixar uma resposta