Venda de pesados dispara em mês de queda de vendas de automóveis

A venda de veículos pesados disparou em março de 2017 (+27,9% em termos homólogos) enquanto as vendas de veículos ligeiros registaram a primeira queda em cerca de quatro anos (-2,5%).

No agregado do primeiro trimestre, as vendas de veículos aumentaram 2,9% com os veículos ligeiros a contribuirem positivamente (+3,0%) e os pesados a cairem (-2,3%). Face a estes dados, constata-se que o mês de março apresenta uma evolução contrária à da globalidade do trimestre. Recorde-se que tudo isto se desenrola num período de forte crescimento da confiança entre consumidores e empresários.

O ano de 2017 começa assim com vendas bastantes mais moderadas do que o ano de 2016. Os veículos ligeiros comerciais foram os que registaram maior crescimento nestes primeiros três meses, aumentando as vendas em 7,1% face a igual período de 2016. Entre os ligeiros de passageiros, as vendas cresceram a um ritmo mais moderado: +2,5%.

Venda de pesados dispara em mês de queda de vendas de automóveis
Venda de pesados dispara em mês de queda de vendas de automóveis
Fonte: ACAP.

Quanto ao detalhe entre os veículos pesados, o conjunto do trimestre revela quedas tantos nos pesados de mercadorias, quanto nos pesados de passageiros. Contudo, o forte aumento de vendas dos pesados de mercadorias em março, acima referido, levou a que se amenizasse a queda neste tipo de veículos. De facto, a queda nas vendas de veículos pesados de mercadorias no primeiro trimestre foi de apenas 1,9%, menos de metade da registada entre os veículos de passageiros (-4,7%).

Com oscilações tão significativas nos três meses de vendas já conhecidos, é difícil antecipar como evoluirá o setor ao longo do ano. Mesmo o valor mais expressivo (o crescimento acentuado das vendas de comerciais ligeiros no trimestre) revelou um mês de março em contra-ciclo, registando quebras homólogas nesse mês de 7,2%.

Se se mantiver o perfil do trimestre teremos um setor que pouco evoluirá face a 2016. Já se o perfil anual vier a ser mais parecido com o do mês de março, teremos um forte investimento em veículos para atividades produtivas intensivas em capital (veiculos pesados de mercadoria) e uma redução das vendas de veículos de lazer (ligeiros de passageiros).

Resta aguardar para ver.

Dados de base da ACAP.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.