Jornal de Negócios renova o seu sítio na internet

O Jornal de Negócios procedeu recentemente a uma renovação significativa do seu sítio na internet apresentando agora um layout bastante mais “responsivo” ou, em português corrente, melhor adaptado às características de visualização que melhor servem cada leitor, independentemente do browser ou plataforma que use. Esta será a maior transformação do sítio desde a que aqui referimos em julho de 2010.

Parece-nos evidente que a navegação ficou mais intuitiva tendo o sítio ganho uma primeira página com uma manchete que merece agora um maior destaque, conferindo maior nobreza à notícia principal do que o que vinha sendo habitual.

O espaço em ecrã é agora plenamente utilizado, permitindo maior legibilidade das notícias e uma melhor experiência para o utilizador, um aspeto crítico para um meio de comunicação social que desde a primeira hora tem apostado de forma prioritária no meio online.

Esta alteração gráfica coincidiu com um dos momentos habitualmente mais relevantes ao longo do ano para a imprensa especializada em economia e finanças: a “digestão” do Orçamento do Estado. Neste aspeto destacamos o equilíbrio encontrado entre as notícias de acesso livre e as notícias de acesso limitado ou exclusivas para assinantes. Uma gestão complexa que, no caso do Jornal de negócios, está a ser feita de forma a manter o interesse na visita regular e repetida ao sítio, sem comprometer a utilidade das notícias desenvolvidas e explicativas da atualidade económica e fiscal.

Da nossa parte continuamos a ser leitores assíduos e críticos da informação prestada fazendo votos que continuemos a partilhar cordialmente a atualidade de economia e finanças com o Jornal de Negócios por muitos e bons anos.

Esta crítica à renovação do Jornal de Negócios foi produzida pela redação do Economia e Finanças sob patrocínio do Jornal de Negócios.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.