Taxa de juro implícita nos créditos à habitação está em queda significativa

A Taxa de juro implícita nos créditos à habitação está em queda significativa. Segundo os dados mais recentes do INE a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação situou-se em 1,340% no primeiro mês de 2015, quando em dezembro se havia fixado nos 1,384%.
Esta taxa de juro mede o custo médio dos créditos à habitação ativos no mercado português. Se nos centrarmos nos novos créditos, a taxa média é substancialmente mais elevado, mas mesmo assim a tendência é também de confirmar uma clara descida. O INE indica que:

“Para os contratos celebrados nos últimos 3 meses, a taxa de juro implícita passou de 2,997% em dezembro 2014 para 2,979% em janeiro 2015.
No destino de financimento Aquisição de Habitação, a taxa de juro situou-se em 1,346% e em 2,921%, para o conjunto de todos os contratos e os celebrados nos últimos 3 meses (1,379% e 3,016% em dezembro), respetivamente.”

Quanto ao capital em dívida, o valor médio pro contrato de crédito à habitação encontra-se também em queda. Em termos médios, para a totalidade do stock de crédito à habitação no país, um contrato tem em média um capital em dívida de €53.033 (€53.100 em dezembro).  Nos novos contratos a tendência é a oposto, com o capital média contratado nos últimos três meses terminados em janeiro de 2015 (€77.304) a ser superior ao do trimestre terminado em dezembro de 2014 (€76.311).

Finalmente, a prestação média vencida para a globalidade dos contratos diminuiu em €1 entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015. Era em janeiro de €242.

 

Tagged under:

Deixar uma resposta