Já há depósitos a prazo com taxas nominais negativas em Portugal – o exemplo do BBVA

ATUALIZAÇÃO DESTE ARTIGO DISPONÍVEL AQUI: “Depósitos a Prazo com taxa negativa são ilegais em Portugal” (19 mar 2015). Sim, já há depósitos a prazo com taxas nominais negativas em Portugal. O BBVA acabou de lançar um novo depósito a prazo com taxas atrativas, o “Novo Depósitos Online” que cobre prazos (também designados de maturidades) dos 15 dias até a um ano e tem como taxa máxima possível precisamente a que remunera os depósitos a um ano (depósitos mínimo de €50.000). Contudo, se no final da maturidade destes depósitos o cliente deixar que estes se renovem automaticamente, a remuneração passará a ser, e passamos a citar a respetiva Ficha de Informação Normalizada:

“O depósito a prazo será renovado automaticamente por igual período e pelo mesmo montante, com taxa de juro de remuneração indexada à taxa Euribor a 3 meses verificada no dia útil anterior à data de renovação do depósito, deduzida de um spread de 1,00% (Taxa Anual Nominal Bruta; base de cálculo aplicada Act/360), sem arredondamento. Esta taxa é revista anualmente. Os juros são creditados na Conta de Depósitos à Ordem.”

Ora a Euribor a 3 meses está neste momento muito perto de zero. Se a zero deduzirmos um spread de 1,00% ficamos com uma taxa negativa de quase 1% (seria de -0.975% seguindo a Euribor a 3 meses calculada a 13 de março de 2015).

 Descobrimos esta curiosidade no processo de atualização da nossa base de dados de depósitos a prazo que pode consultar aqui (atualização ainda em curso).

Este é mais um daqueles casos em que a distração pode sair muito cara. A generosidade de uma taxa competitiva pode rapidamente transformar-se num mau negócio.

BBVA - Depósitos com taxa negativa

BBVA – Depósitos com taxa negativa

Não deixe de ler as Fichas de Informação Normalizadas quando pensar em subscrever um depósito a prazo e nunca se contente com a opinião do seu gestor de conta. Não se esqueça que você é e será sempre o principal interessado em zelar pelo sua poupança.

Se tiver dúvidas procure esclarecer-se junto de quem tenha mais instrução e lhe possa oferecer uma opinião desinteressada. Para aconselhamentos profissionais recorra a um agente certificado pelos reguladores financeiros nacionais.

Tagged under:

3 Comentários

Deixar uma resposta