Síntese de execução orçamental – janeiro de 2014 (atualizado)

Orçamento do Estado

O governo acaba de divulgar a Síntese de execução orçamental relativa a janeiro de 2014. Tal como já aqui dissemos no passado, muito pouco se pode deduzir desta informação de início de cada ano que possa ser particularmente revelador e seguro quanto à projeção dos 11 meses remanescentes. Para os interessados, deixamos a ligação e a curiosidade das primeiras palavras da Direção Geral do Orçamento. Para já estamos em superavit algo que já sucedeu, por exemplo, no início de 2008 se a memória não nos falha (a informação histórica desapareceu da base de dados oficial):

“O saldo provisório das administrações públicas, relevante para efeitos de aferição do cumprimento do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF), ascendeu, em janeiro de 2014, a 638,7 milhões de euros.

O saldo global provisório da Administração Central e da Segurança Social ascendeu 535 milhões de euros (-26,4 milhões de euros, em 2013), enquanto o saldo primário se situou em 634,8 milhões de euros (82,3 milhões de euros, em 2013), correspondendo a uma taxa de crescimento de 6,2%, na receita, e uma redução de 4,4%, na despesa.
O saldo global do subsetor da Administração Regional e Local registou um excedente de 101 milhões de euros (87,9 milhões de euros na Administração Local e 13,1 milhões de euros na Administração Regional).
Excluindo o efeito da regularização de dívidas a fornecedores no âmbito do PAEL, apurou-se um excedente orçamental de 108,6 milhões de euros para o total do subsetor (156,1milhões de euros em igual período de 2013).”

 

Tagged under:

Deixar uma resposta