Por cada desempregado a menos temos dois empregados a menos

Cálculadora Investimento

Entre o quatro trimestre de 2013 e o primeiro trimestre de 2014 tanto o desemprego como o emprego recuaram. Contudo, enquanto que o desemprego diminuiu em 19,9 mil indivíduos, o emprego perdeu 42 mil pessoas. Estes dados foram hoje publicados pelo Instituto Nacional de Estatística na sua análise trimestral às estatística do emprego.

Conjugando estes dois números parece evidente que o desemprego não diminuiu por se terem gerado postos de trabalho. Na realidade, o número de inativos (nem empregados, nem desempregados ou pelo menos não procurando emprego) aumentou em 39,6 mil indivíduos entre os últimos dois trimestres e a população ativa (empregados mais desempregados) perdeu cerca de 60 mil indivíduos.

Numa comparação homóloga, com igual período do ano anterior, uma análise menos vulnerável a flutuações sazonais (agricultura, turismo) regista-se um aumento do emprego de 72,3 mil pessoas mas também aqui surge uma diferença evidente face à evolução do desemprego dado que a redução do número de desempregado foi quase o dobro  (138,7 mil) do crescimento do número de empregados. Neste período, consequentemente, a população ativa também encolheu em cerca de 60 mil pessoas.

 

Tagged under:

Deixar uma resposta