Indicadores de confiança: já não há unanimidade na melhoria

Estatísticas do Emprego 2013

Depois de vários meses com melhorias transversais a todos os sectores de atividade, consumidores incluídos, em abril (médias móveis a três meses corrigidas da sazonalidade) os níveis de confiança apresentam evoluções mistas.

Segundo o INE, a confiança entre os consumidores continua a melhorar ainda que de forma mais ligeira do que em meses anteriores. Do mesmo modo, os empresários do comércio continuam a assinalar uma melhoria das suas perspetivas tendo o indicador de confiança registado o melhor desempenho desde maio de 2002.

Entre os empresários dos serviços o mês de abril não trouxe oscilações nos níveis de confiança mantendo-se em máximos desde setembro de 2008.

Finalmente, na indústria transformadora e na construção os níveis de confiança degradaram-se. No caso da construção esta foi a primeira degradação do sentimento económico desde agosto de 2012.

Em termos agregados o INE estimou uma ténue melhoria do indicador de clima, reforçando uma tendência de recuperação iniciada em janeiro de 2013.

Sublinhamos que analisando com um pouco mais detalhe a informação do INE e , em particular, considerando os dados do mês de abril corrigidos da sazonalidade e não as médias móveis do trimestre terminado em abril corrigidas da sazonalidade – sendo esta última é a informação analisada pelo INE – se verifica uma degradação dos níveis de confiança na Indústria Transformadora e na Construção mas também nos Serviços e no Comércio a Retalho e por Grosso. Ou seja, em todos os sectores de atividade inquiridos. Apenas entre os consumidores se registou uma ligeira melhoria. É ainda cedo para anunciar uma mudança de tendência, mas o movimento transversal a todos os setores e no sentido de uma inflexão do andamento recente merece particular atenção.

Tagged under:

Deixar uma resposta