FMI com perspetivas sombrias para a Zona Euro

Com a difusão do World Economic Outlook de outubro de 2014 o FMI reviu as suas projeções macroeconómicas a nível global, com particular incidência para as revisões em baixa. O crescimento esperado para a economia global em 2014 e 2015 é agora mais modesto do que nas projeções anteriores e em algumas regiões as perspetivas são particularmente sombrias. Em destaque pela negativa está a Zona Euro que o FMI agora sinaliza como tendo uma probabilidade de entrar em nova recessão correspondente a 40% (era de 20% em julho) e que terá também um forte probabilidade de entrar num processo deflacionista generalizado. O crescimento económico esperado para a Zona Euro foi revisto em baixa quer para 2014 quer para 2015, esperando-se agora que seja de 0,8% e 1,3%, respetivamente.

World Economic Outlook - Projeções Outubro 2014

A Zona Euro juntamente com o Japão surgem claramente como as economias-doentes de entre as economias desenvolvidas e mesmo à escala global, registando um dinamismo económico anémico face ao resto do mundo.

 Para Portugal as expectativas de crescimento permanecem ligeiramente acima da média comunitária: 1% em 2014 e 1,5% em 2015.

Neste World Economic Outlook o FMI aborda uma hipótese de trabalho que desinga de Secular Stagnations Scenario que confronta com o seu cenário base para a economia mundial entre 2014 e 2019. A confirmar-se este cenário de estagnação global a expectativa não é agradável, em particular para os países desenvolvidos.

Secular Stagnation scenario - IMF

Tagged under:

Deixar uma resposta