Despesas das famílias compensa quebra da balança comercial e PIB acelera

A despesas das famílias compensa quebra da balança comercial e PIB aumenta no terceiro trimestre de 2014. Em termos homólogos o PIB cresceu 1%, ligeiramente acima dos 0,9% registados no trimestre anterior. Este incremento é justificado pelo ine com “um contributo mais intenso” da procura interna, com destaque especial para as Despesas de Consumo Final das Famílias Residentes. Por outro lado, a procura externa (exportações menos importações) reforçaram o contributo negativo mais por via do aumento das importações do que por alterações nas exportações.

Face ao trimestre anterior o crescimento do PIB foi ainda mais pequeno, apenas 0,2% e mais um vez o INE destaca as Despesas de Consumo Final das Famílias Residentes entre os contributos positivos. Esta é a primeira estimativa do INE para o PIB do 3º trimestre de 2014 sendo uma estimativa rápida e como tal ainda com um volume limitado de informação ( cerca de 80% do volume de informação usado nas estimativas regulares.

O INe divulgará mais detalhes a 28 de novembro de 2014.

Num próximo artigo faremos a análise da evolução do PIB no 3º trimestre relativamente ao resto dos países da União Europeia que já divulgaram informação.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.