Blogs do Ano - Nomeado Política, Educação e Economia

Exportações e importações aceleram; junho com indicações preocupantes

Os dados mais recentes do comércio internacional divulgados pelo INE atestam de um reforço do ritmo de crescimento homólogo das exportações no trimestre terminado em junho de 2013, aumentando 6,3% quando no trimestre terminado em maio haviam aumentado 5,3%. Ao nível das importações e para os mesmo período, registou-se também um incremento (+2,1% que compara com -1,5%, respetivamente). Esta variação homóloga das importações foi aliás a maior em largos meses

Como consequência a taxa de cobertura das importações pelas exportações voltou a aumentar fixando-se nos 85,9%.

Os dados do último mês do trimestre (junho) também hoje divulgados pelo INE não são contudo tão animadores dado que estão significativamente desalinhados, pela negativa, da média do trimestre. De facto, em junho as exportações diminuíram 1,2% face a junho de 2012 enquanto as importações aumentaram 0,9%. Para a evolução negativa das exportações terá contribuído de forma significativa o comércio destinado aos nossos parceiros da União Europeia que terão refreado, em particular, as aquisições de Veículos e outro material de transporte, Outros produtos e Vestuário.

Regressando à análise trimestral, verifica-se novamente que as trocas com países externos à União Europeia têm contribuído decisivamente para atenuar o mais fraco desempenho intra-comunitário, acrescentando dinamismo às exportações portuguesas.Contudo, em relação, especificamente, ao mês de junho, a evolução das exportações foi particularmente negativa (-11,1%) no comércio extra-comunitário (-4,6% no intra-comunitário).A elevada volatilidade e incerteza implícita nos dados mensais do trimestre terminado em junho, recomendam prudência e atenção à evolução subsequente do comércio internacional.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.