Portugal autorizado a falhar metas do memorando inicial da Troika em 2012, 2013 e 2014

Não é um título que se escreve todos os dias: Portugal autorizado a falhar metas do memorando inicial da Troika em 2012, 2013 e 2014.
A verdade é que o governo português foi autorizado a rever as metas orçamentais relativas aos próximos anos. Em concreto, a troika aceitou que se revisem em alta os objetivos para o défice público em todos os anos até 2014.
O novo referencial a cumprir para o défice público serão agora de:

  •  2012:    -5,0%
  • 2013:    -4,5%
  • 2014:    -2,5%

Fonte: Ministro das Finanças
Mais desenvolvimentos em artigo posterior.

Tagged under:

1 Comentário

Deixar uma resposta