Os depósitos a prazo não são aplicações sem risco

Só para que conste, os depósitos a prazo, tal como qualquer outra aplicação financeira não são aplicações sem risco. Há sempre risco, esperando-se  (e com razões para tal) que os depósitos a prazo sejam das aplicações menos arriscadas.

Num tempo em que se discute o risco da dívida soberana (incapacidade de os Estados cumprirem com as obrigações que assumiram) e em que, os bancos, precisamente por haver desconfiança quanto há existência de riscos difícieis de quantificar, estão a ter dificuldades em encontrar financiamento junto de outros bancos, e têm estado a pagar o dinheiro dos seus depositantes mais caro para que estes continuem a canalizar para as suas contas as poupanças que efectuam, talvez seja um pouco mais fácil perceber o que queremos dizer.

 Em suma, sim, os depósitos a prazo são aplicações de risco mínimo mas não são de risco nulo. Ter consciência disso não há-de fazer mal a ninguém, antes pel ocontrário, ajudará a decidir melhor o que fazer com o seu dinheiro.

4 comentários sobre “Os depósitos a prazo não são aplicações sem risco

  1. Interessante era saber com mais detalhe do risco de que fala…risco da inflação ser superior à remuneração; risco de insolvência do banco; risco de insolvência do Estado e de não pagamento através do fundo de garantia, até 100.000 Euros por cliente?

    Obrigado

  2. O Jorge já deu uma excelente resposta, com excepção da inflação que remete para um tipo um pouco diferente de risco (a ilusão monetária de uma taxa bruta que pode até ser negativa por via da inflação) todos os exemplos encaixam na perfeição nos riscos adjacentes a um depósito a prazo. Mas um destes dias podemos elaborar. E se o Jorge o quiser fazer tratamos de publicar 😉

  3. Um dia destes aceito o desafio, seria uma excelente forma de tentar melhorar a minha iliteracia financeira, desde que tenha alguém habilitado a corrigir as asneiras que lá estiverem… 🙂

    Obrigado pela resposta

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.