O tesouro deprimente das (novas) contas da Madeira

“(…) Entretanto, o BdP e o INE foram informados dos vários contratos que não foram reportados, e que só em 2010 têm um impacto no défice superior a 900 milhões de euros, ou seja, 0,53% do produto interno bruto (PIB). (…) O comunicado adianta que o desvio orçamental deste ano, devido às garantias concedidas pelo Governo Regional à entidade empresarial SESARAM e às dívidas da empresa ViaMadeira, totaliza 568 milhões de euros. Este é o valor que tem vindo a ser avançado pelas entidades e que já tinha sido assumido pelo Governo.

No total, este ano, a derrapagem do défice da Madeira supera já os 10,5% do PIB regional.

Deste modo, as despesas não reportadas pela Madeira correspondem a um total de 1,6 mil milhões de euros entre 2008 e 2011. (…)”

in Jornal de Negócios.

Nota: não final das contas, não há as contas da Madeira, há as contas de Portugal.

Tagged under:

Deixar uma resposta