Certificados perdem 715 milhões de euros, em termos líquidos, num ano

Ao longo de 2010 o total de dívida pública colocada em certificados de aforro e de tesouro diminuiu, em termos líquidos, 715,6 milhões de euros. Com o surgimento dos certificados do tesouro a meio do ano a fuga líquida de aforro foi brevemente investido para poucos meses depois de voltar a instalar.

Desde que os certificados de tesouro (CT) surgiram em Julho conquistaram a preferência de investidores que neles colocaram 684,7 milhões de euros. Ainda assim, entre Julho e Dezembro de 2010, os certificados de aforro perderam 930 milhões de euros o que, conjugado com as entradas em CT resulta numa redução global de aforro em dívida público por estas duas vias da ordem dos 303 milhões de euros em meio ano.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.