As boas falácias baseiam-se em bocadinhos de verdade

“O actual governo diz-se inimigo de José Sócrates e do que ele representa. Todavia, Sócrates e os seus amigos podem agradecer a Passos Coelho por lhes estar a preparar tão bem o terreno para o regresso do socialismo encartado. (…)

Chega, diz este governo. Agora chega que queremos voltar a mandar e para sempre. Essa posição é perigosa e injustificada e sobretudo indigna de uma direita ordeira e concretizadora. Do que precisamos menos agora é de vingança, do regresso da história. Do que precisamos é de uma direita civilizada que nos coloque pelas suas mãos mais perto da Europa. O resto são conversas. Incluindo todas estas conversas sobre défices, responsabilidades, equilíbrios, culpas que, como todos sabemos muito bem, são falácias. E, infelizmente, falácias das boas, porque baseadas em bocadinhos de realidade.”

Pedro Lains em “Esquerda, Direita, Volver“.

Tagged under:

Deixar uma resposta