A depuração do euro versus maior integração económica – um debate esclarecedor

O Der Spiegel (media alemão) publicou hoje na sua versão em inglês uma entrevista simultânea a dois economistas alemães de referência, um que advoga uma interpretação mais moralista da atual crise europeia e que defende uma purificação do euro com a saída de vários países e a interrupção dos programas de auxílio financeiro, outro que defende que os desequilíbrios não podem ser atribuídos em exclusivo aos que hoje estão em dificuldades, advoga que os mercados não estão a cumprir com o seu papel e que defende uma maior integração e afirmação de soberania a nível coletivo (admitindo eurobonds e a aprovação de orçamentos nacionais sujeita a ratificação no Parlamento Europeu).

Vale a pena perceber os argumentos e acompanhar a entrevista para perceber melhor o que se pode perspectivar. desde logo, o discurso que aponta para a purificação do euro para ser apenas uma moeda dos fortes e cumpridores está muito melhor alinhado com o atual discursos político dos lideres alemães que (ainda?) não foram tão longe.

A ler: “A Currency Crisis Debate – ‘The Euro-Zone Bailout Programs Must Be Stopped’.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.