Inflação ameaça anular taxas de juro de depósitos a prazo

Acreditando no cenário que aqui traçámos, em “Taxa de inflação em 2010 deve fixar-se muito próximo dos 1,4%“, será que o ritmo acelerado a que a taxa de inflação tem aumentado mensalmente vai ser acompanhado pelo aumento das taxas de juro dos depósitos a prazo pagas pelas instituições financeiras?

Hoje, não deveremos estar a falhar por muito ao concluirmos que, na melhor das hipóteses, é possível encontrar um depósito a prazo a 1 ano para um investimento mínimo de 500€ que paga, líquidos de impostos, 3,34% de taxa de juro (veja na nossa página especializada em depósitos a prazo onde poderá comparar a oferta dos diferente bancos). Ora a taxa de inflação está nos 1,2% (dados de Novembro de 2010). Esperando que em Fevereiro/Março de 2011 a inflação esteja muito próximos dos 2%, para se manter a diferença actual entre a taxa de inflação e a remuneração máxima dos depósitos a prazo mais altos a 1 ano (que ronda os 2,14 pontos percentuais), a taxa de juro teria de subir para 4,14% líquidos de impostos (ligeiramente acima dos 5% brutos). Ou seja, cerca de 0,75 pontos percentuais brutos em cerca de 3 meses.

Se a comparação for feita com a taxa de juro média para novas aplicações de família residentes em Portugal, o valor de referência não serão os 3,34% líquidos mas antes os 1,81% líquidos (2,29% brutos, segundo o Banco de Portugal para Outubro de 2010). Neste caso o diferencial actual é de apenas 0,6 pontos percentuais.

Se não conseguir uma taxa claramente acima destes valores médios, qualquer aceleração da inflação que não seja acompanhada de imediato por uma subida dos juros pode colocar as suas poupanças numa situação de perda real, ou seja, no final quando for levantar o dinheiro terá dificuldades em conseguir comprar as mesmas coisas que lhe eram acessíveis no início quando constituiu o depósito. Mais uma razão para não se deixar convencer pela primeira oferta que lhe aparece. Deixamos aqui as melhores ofertas para depósitos a 1 ano, sublinhando apenas o retorno. Para ajustar a informação aos seus interesses recorre à base de dados que disponibilizamos na página de depósitos a prazo.

BancoPrazoNome do DepósitoTaxa de Juro Anual Nominal Bruta (TANB)Depósito MinimoSó para novos capitais?
PrivatBank1 anoDep. Taxa Fixa4,25500Não
Finantia1 anoDepósitos a Prazo4,2550.000Sim
PrivatBank1 anoDepósito Plus4,05500Não
ActivoBank1 anoPoupança Extra43.000Não
BES1 anoDuplo Mais4100.000Não
Popular1 anoDepósito Ouro Plus3,5300Sim
Banif1 anoSuper Banif@st3,32.500Não
BPN1 anoDP Crescente3,2510.000Não
BPN1 anoDP Curto Prazo350.000Não
Finibanco1 anoDPNET 3653100.000Não

No final do primeiro trimestre, cá estaremos para verificar o que aconteceu de facto. Entretanto, bons negócios!

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.