Cumpre decidir: férias em Portugal ou fora de portas?

Sem querer tomar parte (faz de conta) no diferendo entre Presidente da República (que virou promotor turísmo nacional) e o Ministro da Economia (que sublinhou que se todos os presidentes da república fizerem o mesmo podemos perder milhões de turístas estrangeiros) recorremos aos arquivos da micro rede Economia & Finanças para recordar uma insuspeita sugestão de férias de nuestros hermanos que segue em larga medida muito do que já por aqui defendemos: “Ora aqui está um país bem à mão que não pode deixar de visitar“.

Para os menos afortunados resta trabalhar enquanto a banda passa.

Tagged under:

1 Comentário

  • Ana Teves da Silva Responder

    Pois é, só é pena que o nosso Presidente não diga que uma noite em Portugal num hotel médio custa tanto ou mais que muitas vezes uma semana com pequeno-almoço (por vezes até meia pensão) em tantos países por este mundo fora.

    O Zé Portuguesinho tem sempre que pagar a factura porque as unidades hoteleiras querem ganhá-lo todo de uma só vez.

    Afinal o turista estrangeiro consegue bons pacotes para vir até Portugal. Será que nós para passar-mos férias no nosso país temos que ir a Sevilha para conseguir bons preços???

    Sai-me mais barato ir à Tunísia uma semana ou a Cabo Verde do que passar 2 ou 3 dias no meu próprio país.

    O Presidente ao apelar que façamos férias por cá devia também apelar que baixem os preços…

    Já chega de pagar-mos todas as facturas.

    Afinal, onde o nosso Sócrates passa férias???

    Em Sintra ou em Menorca…?!

Deixar uma resposta