A ajuda à Irlanda aumenta o risco de emprestar dinheiro a Portugal? (act.I)

Não se conhecem ainda os termos mas é já um facto, rapidamente saudado e aprovado pela Comissão Europeia, Ecofin e Banco Central Europeu: a Irlanda vai recorrer ao apoio do Fundo de Europeu de Estabilização Financeira em conjunto com o Fundo Monetário Internacional, para sanear o sistema financeiro. Contrariamente ao que sucedeu com a Grécia há ainda a novidade de haver países de fora da zona euro interessados em colaborar: Reino Unido e Suécia são os dois de que se vai falando, para já.

De forma levemente bizarra toda a gente parece estar agora à espera que aumente a pressão sobre Portugal quando procurar financiamento para a sua dívida nos mercados internacionais. Serão os mercado assim tão previsíveis? Por outras: o facto de um país em apuros como a Irlanda vir a ser ajudado sinaliza que emprestar dinheiro a Portugal passou a ser mais ou menos arriscado?

A resposta surgirá nos próximos dias.

Adenda: para já a primeira reacção é de acalmia: “Ajuda do FMI à Irlanda empresta confiança à dívida portuguesa” (e com o Euro a valorizar).

Tagged under:

Deixar uma resposta