Melhores Taxas de Juro para Novos Recursos – Depósitos a prazo (act.)

Entre as várias modalidade de depósitos a prazo (tradicionais, promocionais, para novos clientes, para elevados montantes, etc) que se vão multiplicando no mercado conta-se um depósito promocional que nos gera mais simpatia do que o depósitos promocional que tem por único objectivo angariar novos clientes. Em bom rigor, temos ignorando estes depósitos da nossa lista de ligações para as ofertas disponíveis no mercado que vimos actualizando na página sobre Depósitos a Prazo e continuaremos, por regra, a fazê-lo, devido ao seu carácter temporário e muitas vezes desalinhado da oferta habitual das respectivas instituições financeiras (não raras vezes o banco que oferece os melhores depósitos promocionais não renováveis é dos piores a praticar taxa correntes).

Mas há um tipo de promoção que julgamos mais perene e também mais pacífica junto dos próprios clientes: aquela que procura angariar mais dinheiro (ditos “Novos Recursos”) e não só e apenas novos clientes. E entre a oferta disponível com este objectivo tem-se destacado a Caixa Galícia que remunera à TANB de 2,5% depósitos a 6 meses para valores compreendidos entre os 2500€ e os 30000€. Trata-se de Depósito Especial ON do qual aqui se indica a novel Ficha de Informação Normalizada estabelecida pelo Banco de Portugal que permite comparar com facilidade as diferentes características entre vários depósitos a prazo (desde a remuneração, às condições de mobilização, passando pela identificação clara da entidade depositária, regime fiscal aplicável, condições de renovação, capitalização de juros, etc) .

A abordagem a este tipo de depósitos que procuraremos incluir em breve na nossa página de depósitos a prazo levantou contudo uma dúvida que procuraremos esclarecer: qual é a definição de “Novos recursos“, ou melhor, será ela igual em todos os bancos que oferecem este tipo de depósitos? Para início de investigação cita-se a definição presente na página da Caixa Galícia sobre este depósito:

“Consideram-se recursos novos os montantes depositados na conta do cliente da Caixa Galicia e que impliquem um aumento da sua posição de recursos na Caixa Galicia 1 mês antes da Data de Constituição, provenientes de numerário, valores sacados sobre outras entidades ou transferências de outros bancos nacionais ou internacionais. Excluem-se mais valias provenientes do vencimento de qualquer aplicação existente na Caixa Galicia antes de um mês antes da data de constituição, bem como recursos entrados após esse dia e que tenham sido entretanto aplicados em qualquer outro produto.”

ADENDA (09 DEZ 2009): Com um mercado extremamente competitivo neste fim de ano surgiu entretanto outra proposta muito competitiva: “Totta: Depósitos a prazo – Cuidado com os levantamentos antecipados (act.)“. Para mais actualizações permanentes passe por Depósitos a Prazo.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:

Deixar uma resposta