Previsão para a taxa de inflação em 2009 (Act. III)

[wp_ad_camp_1]

ACTUALIZAÇÃO: Hoje, em finais de Outubro de 2009, com a variação média anual de preços negativa, nos -0,3%, qualquer projecção para a inflação no final do ano aponta para um valor inferior a este. É bem possível que fique próximo dos -1,0%.

É já uma brincadeira que repito todos os anos, a de prever um número para a inflação. Para 2008 a previsão foi de 2,6%+, ou seja, provavelmente um pouco acima dos 2,6%. Em princípio, o ano fechará com a taxa de inflação nos 2,8% ou 2,9%. Recordo que o Governo perspecivou há cerca de um ano, uma inflação de 2,5%.

Ora este ano acho que o que se passou no último mês será uma referênca mais plausível do que o que aconteceu nos restantes meses do ano, assim, se considerar que a variação homóloga de 2,3% é um bom número para extrapolar para 2009, colo-me à previsão feita pela Comissão Europeia que preve a taxa de inflação para 2009, em Portugal, precisamente nos 2,3%.

Desta vez eu acrecentaria um “menos” ao 2,3%. O feeling é de que em princípio a inflação ficará muito aquém da previsão do Governo (que é de 2,5%) e que poderá inclusive, fruto da crise económica internacional (e de alguns factores de agravamento nacionais, como sejam o forte endividamento, a guerrilha que se intensifica no Retalho, ou até mesmo a descida do IVA que terá finalmente impacto num ano completo), aproximar-se dos mínimos históricos. Sendo como sempre um exercício de risco, sê-lo-á particularmente assim no actual contexto.

Mas não será estranho, poderá o leitor perguntar,  ao se prever 2,3%, estarmos a dizer que o Governo está a prever a inflação por excesso? Bem, ninguém sabe exactamente o que pretenderá o governo fazer em relação a alguns aspectos que podem condicionar a inflação como sejam a actualização dos preços nos transportes subvencionados (passes sociais), ou mesmo ao nível do “combate” ao défice tarifário na electricidade, entre outros. Em todo o caso, em ano de eleições, acho que, como em outros apectos menos populares, a tentação será a de chutar a factura para depois de Outubro de 2009 logo: previsão para 2009: 2,3% ou menos.

Adenda (corrigido): Note-se que a 25 de Novembro, a OCDE aponta para uma taxa de inflação em Portugal, para 2009, de 1,3%! Mais um dado para apimentar a estimativa. A previsão da inflação para 2010, feita pela OCDE, é de 1,6%.

26 comentários sobre “Previsão para a taxa de inflação em 2009 (Act. III)

  1. em 2000 o pai da minha filha ficou obrigado a dar uma pensao de alimentos de 100€
    ate á presente data a minha filha recebe 120€.
    gostaria que me informassem se é o valor correcto ou se houve lapso no aumento que foi feito

  2. Bom dia,pretendo apenas saber com rigor qual foi a taxa de infl~ção homologa, efectiva em 2009.
    Obrigada
    Graça Melo

  3. Graça,
    A taxa de variação média anual dos preços em 2009 foi de menos 0,8%. Este valor é habitualmente chamado de taxa de inflação.

    A taxa de variação homóloga é outra coisa, é a variação dos preços num determinado mês face ao mesmo mês do ano anterior. Será então a taxa de inflação naquele mês face ao mesmo mês do ano anterior.
    Mais detalhes sobre a inflação de 2009 aqui: http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_destaques&DESTAQUESdest_boui=53643985&DESTAQUESmodo=2

  4. Boas, gostaria q me esclarecessem do seguinte; actualmente pago de pensão de alimentos de 1 filho 125€, para o ano de 2011 mediante a taxa do INE qual será a prestação a fixar? agradeço a vossa resposta.

  5. Admitindo que acordou que deveria actualizar pela inflação no final do ano 2010, terá de esperar pelo 8 dia útil de Janeiro de 2011 para conhecer o valor final da inflação de 2010. SE, por hipótese, a inflação em Dezembro de 2010 (ou seja a inflação final de 2010) for de 1,4% deverá passar a pagar: 125+1,014=126,75€

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.