Os meus depósitos estão garantidos? (act)

A resposta à pergunta reproduzida no título já foi dada há dias no artigo “Se o seu banco falir o que acontece ao seu dinheiro? – Fundo de Garantia de Depósitos“. Hoje é a revista Economist que procura responder à mesma pergunta numa perspectiva mais global. No artigo “Don’t bank on it” abordam superficialmente o que se passa em alguns países, chamando a atenção, nomeadamente: para o reforço significativo e muito recente dos montantes de depósitos garantidos na Irlanda (o seguro por depositante em cada banco passou de 20 000€ para 100 000€) e para a corrida aos bancos em Hong Kong à conta da escassa protecção aí existente (menos de 10 000€).

ADENDA: Na Irlanda voltou a ir-se ainda mais longe, segundo o Folha de São Paulo Online:

O governo irlandês garantirá durante os próximos dois anos todos os depósitos bancários dos seis grandes bancos nacionais para “salvaguardar o sistema financeiro irlandês”, anunciou nesta terça-feira o ministro da Economia do país, Brian Lenihan.

A medida substitui uma outra, tomada há duas semanas, que fixava uma proteção limite de 100 mil euros e que foi anunciada um dia depois de algumas entidades financeiras registrarem perdas sem precedentes no pregão de Dublin.  (…)”

5 Comentários

  • JorgeResponder

    Bom dia,

    poderia saber onde posso encontrar informação relativa aos fundos garantidos pelos bancos Portugueses em casa de falência?

    Muito obrigado

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Deverá encontrar a informação de que necessita nas referências feitas no seguinte post: Se o seu banco falir o que acontece ao seu dinheiro? – Fundo de Garantia de Depósitos

  • CarlosResponder

    Por cá não era nada mau o governo vir dizer alg sobre o assunto, e já agora fazer (o que nos parece mais difícil de acontecer…), pois o único mau exemplo que deu foi acabar com as virtudes do poupança por via da alteração escabrosa dos certificados de aforro, levando à injecção massiva de liquidez no mercado bancário, sem a este exigir mais garantias e salvaguardas. Está tudo dito!

  • CarlosResponder

    Uma nota para dizer que o governo, através do primeiro-ministro,hoje, disse algo, mas foi muito pouco, ficando-se por generalidades já que, porventura, pouco mais poderia/saberia dizer!

  • GuilhermeResponder

    Nos outros paises garantem até 100.000€ e nós por cá 25.000€ de facto somos mesmos pequenos e enganados, estamos metidos mesmo com intrujas…
    Quanto ao Eng.? Sócrates é claro e evidente na declaração dele ontem que estava a mentir, quando diz que o governo já tinha tomado medidas, quais ? não disse…e para os portugueses não se preocuparem…, até no discurso gaguejou…eh.eh…ser politico e mentiroso é só para alguns. Essa “arte” não é para todos…
    O outro ministro Pinho tem um discurso tão péssimista que até bate os maiores pessimistas e o outro das Finanças diz que a situação é muito preocupante, vê-se a sintonia do governo e quanto estão a trabalhar…

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.