Blogs do Ano - Nomeado Política, Educação e Economia

Depósitos a prazo: o que fazer ao dinheiro?

As taxas de juro estão a descer a uma velocidade inusitada.

Quem tem créditos à habitação indexados a taxa variável, verificará que em breve terá o seu esforço financeiro reduzido. E aqueles que têm ainda um prazo longo de empréstimo pela frente e não perspectivam amortizar significativamente a dívidas durante esse período, provavelmente terão uma oportunidade única daqui a poucos meses para renegociarem o crédito – voltaremos a este tema lá para Fevereiro ou Março -convertendo-o em taxa fixa, aproveitando ofertas muito interessantes a longo prazo que provavelmente surgirão em alguns bancos.

Até aqui tudo bem, mas o que fazer caso se esteja do outro lado da “barreira”, o que fazer se em vez de devedor for aforrador e não estiver minimamente interessado em arriscar? Olhar para os depósitos a prazo é sempre uma das alternativas naturais. Só que, a descida inusitada das taxas de juro também os efecta, certo? Sim, mas não despreze desde já essa alternativa. Convém olhar para o mercado. Verificará que há ofertas bem dispares no mercado, fruto de inúmeras razões, entre elas constando diferentes orientações estratégicas das administrações dos bancos, diferentes capacidades de recurso a outra fontes de capital, etc.

Hoje, 5 de Dezembro de 2008, com a euribor a 6 meses nos 3,624% (3,7% a um ano) tem um banco do Estado, o BPN, a remunerar depósitos a prazo a partir dos 500€ a 6% (TANB) para prazos desde os 15 aos 181 dias.

Durante este fim-de-semana actualizarei os links de referência (a última actualização foi no início de Novembro) para que o leitor possa mais facilmente comparar in loco as ofertas disponíveis em depósitos a prazo, mas desde já fica a dica de que, por uma vez, há bancos (e o BPN não é o único como poderá comprovar nas referidas ligações) com alguma rigidez em descer as chamadas taxas de juro passivas. É aproveitar quem pode, enquanto o diferencial de ganho real (após impostos e descontada a taxa de inflação que continua em queda) é apreciável.

Por outro lado, se quiser ir conhecendo as últimas actualizações em termos de novos depósitos a prazo e produtos correlacionados, o novíssimo “Depósitos a Prazo” perece ser um sítio interessante para verificar o que se está a passar. Será um sítio a acompanhar por aqui, nos próximos tempos.

Naturalmente, cada um está por sua conta, e as palavras anteriores não são mais do que uma opinião, não me responsabilizando pelas decisões de cada um.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.