Abrandamento na subida das taxas de juro 2007

Abrandamento na subida das taxas de juro 2007. Finalmente, é inequívoco que o BCE vai moderar durante 2007, pelo menos durante o início do ano, o ritmo de subida das taxas de juro – recorde-se o enquadramento feito a este propósito no artigo “Os saldos chegam ao preço do Petróleo”.

Um novo período de incerteza relativa está instalado na política monetária europeia. Confirmar-se-á um novo aumento de 0,25% em Março como já foi antecipado pelo mercado monetário interbancário? Parece-me haver ainda demasiada incerteza ao nível cambial, monetário e económico para uma aposta tão taxativa, mas que é o mais provável perante a política recente e a imagem que o BCE tem vindo a dar de sí, é.

” (…) As bolsas europeias subiram mais de 1% depois do presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, ter assinalado que não tem pressa para voltar a subir as taxas de juro. Na reunião de hoje, o BCE decidiu manter a taxa de juro inalterada nos 3,5%. (…)”

In Jornal de Negócios.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.