The Economist nos “apanhados”

Neste caso o responsável pelo “apanhado” é João Pinto e Castro.

No seu texto “A grande mistificação” chama-nos a atenção para uma contradição que poderá ser também “apenas” um percalço próprio de quem tem dificuldades em abandonar uma velha cassete repetida até à exaustão. O visado é mesmo um editorial da revista The Economist.

A ler o “apanhado” e o original (disponível aqui).

Um comentário sobre “The Economist nos “apanhados”

  1. Mais uma vez sou surpreendido com este blogue. Em nenhum outro económico se atreveria a questionar este dogma.

    Os meus sinceros parabéns.

    Cumprimentos,

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.