PIB Regional 2010 e 2011 – os Açores não são o Algarve

O país não é particularmente grande mas mesmo assim registam-se diferença regionais significativas em vários indicadores económicos. O PIB como indicador de síntese, simultaneamente limitado e informativo, quando calculado numa perspetiva regional evidencia, de forma agregada, essas diferenças.

 

PIB Regional 2010 e 2011

Ontem o INE divulgou o PIB regional relativo ao ano de 2011 e demonstrou que, tendo havido perda de riqueza em todas as regiões do país, esta foi razoavelmente diferenciada. Ficamos a saber, por exemplo, que no Algarve, já em 2010 se havia registado uma queda do PIB quando o resto do pais ainda crescia e que, em 2011, o Algarve se voltou a destacar pela negativa com a maior contração regional de riqueza. Eis alguns excertos da análise do INE destacando o PIB de 2011:

” (…) Por regiões NUTS II, os resultados preliminares revelaram que o PIB decresceu em 2011 mais acentuadamente que a média nacional no Algarve (-2,5%), na Região Autónoma da Madeira (-2,3%) e em Lisboa (-1,7%). Na Região Autónoma dos Açores ( 0,7%), no Centro (-1,1%), no Alentejo (-1,3%) e no Norte (-1,5%), a contração da atividade económica foi relativamente menos intensa. (…)”

Sublinhamos que o INE divulgou vários indicadores adicionais que aqui não referimos, além de apresentarem séries cronológicas desde 1995 com base em 2006, tudo disponível nesta ligação do INE (clique para aceder).