Por onde vais Europa? O que fazer?

A ler “A guerra dos sabe-se lá quantos anos” por João Pinto e Castro no Negócios. ” (…)” Que fazer? Sair do euro não é, por enquanto, uma opção atraente. Porém, as estimativas que há dois anos nos ameaçavam com uma quebra dos salários da ordem dos 30% em tal eventualidade estão em vias de … Ler mais

Contributos para uma nova política económica

O deputado Fernando Medina propôs-se publicar no Negócios uma série de artigos sob o tema ‘Por uma nova política económica‘ nos quais procura apresentar um caminho com procedimentos, prioridades e medidas concretas que possam constituir uma alternativa mais bem sucedida à atual política económica vigente, patrocinada pelo troika e pelo atual governo português. Do segundo … Ler mais

Negócios disponibiliza o "relatório do FMI"

O Jornal de Negócios que tem vindo a apresentar as medidas propostas por um alegado relatório do FMI divulga agora publicamente e na íntegra o referido relatório do FMI (clique aqui para aceder) que propõe cortes adicionais de vulto na despesa pública com importantes impactos em quase todas as área da organização do estado.

Jornal de Negócios: “Privados podem afinal perder até dois salários líquidos, Função Pública perde até três”

O Jornal de Negócios levou as contas da austeridade mais longe e fez uma simulação mais complexa e, a nosso ver correta face aos dados conhecidos e que, revelam que o Primeiro Ministro omitiu de forma grosseira que o impacto poderá ser muito superior ao anunciado. Convidamo-lo a ler a peça do Negócios que contem … Ler mais

Escolher novos juizes para o Tribunal Constitucional a pensar nos subsídios de férias e natal

Se é um democrata tem de ler isto 🙂 A ler “A manipulação de um Estado de Direito” de Pedro Santos Guerreiro no Negócios. Um excerto: ” (…) Uma calamidade é melhor que o caos. Se o corte de subsídios fosse considerado inconstitucional, o Governo teria uma enorme derrota e precisaria de reiniciar um processo de … Ler mais

Jornal de Negócios: um mês de edição online por 0,79€

O Negócios alterou a filosofia da sua edição paga abandonando a dicotomia online versus papel e centrando-se na discriminação de conteúdos disponibilizados na versão online. Para já o preço da assinatura mensal que dá acesso antecipado a vários conteúdos (entre outros) é pouco mais do que simbólico (0,79 €) e trata-se de um valor promocional, contudo, é razoável esperar que, com esta alteração e com a conhecimento adquirido durante o período em que se manteve o preçário anterior, os preços do conteúdo online, nomeadamente o facsimile da edição impressa, não surja aos preços de tabela do preço em banca mas consideravelmente inferiores.

Nós por cá vamos testar esta solução que dará acesso ao conteúdo da versão em papel com várias horas de antecedência, virtualmente ao mesmo tempo (ou mesmo antes) do fecho da edição em papel.

Ler mais

Lisboa entre as cidades preferidas pelos empresários europeus

A capital portuguesa é a sexta entre 37 cidades de 19 países considerados pela terceira edição do estudo ECER. O Porto surge em 19ª. Este resultado provem da agregação de avaliações em 5 temas (Promotions, Pre Creation, Post Creation, Financing, Environment) avaliados por empresários que estão à frente de empresas criadas em 2005 e 2006 pertencentes … Ler mais