A maldição de ter uma loja ou um escritório para arrendar (atual.)

[wp_ad_camp_1]Durante vários anos fomos aqui dando destaque ao crescimento espetacular de novos superfícies comerciais, tão espetacular que não registava sinais de abrandamento mesmo quando a economia e, em particular, o consumo privado, dava já sinais de que o ritmo de crescimento que vinha registando era insustentável. Da espetacularidade passámos à estupefacção (ver: “Saturação de centros … Ler mais

Ainda estão a nascer novos centros comerciais em Portugal – saiba onde

 [wp_ad_camp_1]Através do novíssimo sítio “Melhores Centros Comerciais“, ficámos a saber que ainda estão a ser lançados novos centros comerciais em Portugal, mesmo na actual conjuntura. Sendo certo que a conjuntura é muito relevante, aspectos como a localização, o poder de compra da área de influência, a oferta pré-existente e até a expectativa quanto à situação … Ler mais

Saturação de centros comerciais em Portugal

 [wp_ad_camp_1]Uma peça da semana passada lida no Jornal de Negócios  citando um estudo da Cushman & Wakefield, confirma a crónica há muito anunciada. Depois de em Novembro (“Um dia os novos centros comerciais florescerão outra vez“) terem sido identificados diversos adiamentos e suspensões em vários projectos de edificação de novos centros comerciais, agora chegam ecos da avaliação … Ler mais

Um dia os novos centros comerciais florescerão outra vez

Em finais de Outubro do ano passado escrevia um artigo chamado “Mais retalho a inaugurar lá para quando batermos no fundo da crise?“. Não tinha sido propriamente a primeira (nem a última) vez que havia demonstrado alguma perplexidade com a persistência da aposta em novas grandes superfícies perante as previsíveis nuvens no horizonte bem como perante … Ler mais

O melhor e o pior dos nossos centros comerciais

 [wp_ad_camp_1]É um novo retail center na Guarda, mais um punhado de centros comerciais em concelhos suburbanos ou que sejam centralidades regionais. Esporadicamente chegam notícias de algum grupo mais avisado que suspendeu projectos que ainda eram suspendíveis mas com maior regularidade continuam a surgir notícias de novas inaugurações e até mesmo de novos licenciamentos ao nível do médio e também do grande retalho.

Mas não se pense que os investimentos se centram apenas em regiões do país ainda não inteiramente cobertas pela malha das grandes e médias superfícies. Há dias, em Mem Martins, localidade cercada por grandes e médios espaços de retalho, passei por uma bateria de lojas recentes, apenas um pouco mais próximas do centro que os hipermercados e provavelmente de preços de forte desconto, de média dimensão. Chocou-me a quantidade e o autêntico novo aglomerado (Pingo Doce – ex-Plus, o novo Aldi e um novo Modelo a abrir em breve) tudo em números de correio consecutivos ou quase. Em tempo de crise, parece florescer o recurso a estas lojas em detrimento não só do comércio tradicional mas também das grandes superfícies. Em números hoje divulgados, ficámos a saber que foi em Portugal que se registou o maior decréscimo de visítas a centros comerciais durante o mês de Maio, de um conjunto de países Europeus analisados (ver “Portugueses estão a virar costas aos centros comerciais”). Um mês apenas de informação não permite retirar grandes ilações, mas a manter-se esta tendência poderemos, em breve, assistir a exemplos inusitados de inaugurações abortadas à nascença ou de definhamento progressivo e directamente proporcional ao surgimento de novos espaços.

Ler mais

Espaços comerciais: os desafios e as ameaças

Espaços comerciais: os desafios e as ameaças. Perante o aumento de oferta de área comercial perspectivado para os próximos anos (leia-se a este propósito o artigo “Ir ao Forum, apreciar a Dolce Vita, escalar as Sierras… tudo no Centro Comercial Portugal“, aqui publicado) é de toda a conveniência estar atento ao que se vai sabendo … Ler mais

Ir ao Forum, apreciar a Dolce Vita, escalar as Sierras… tudo no Centro Comercial Portugal

Uma das estatística nacionais que me tem deixado sucessivamente perplexo ao longo dos últimos anos é a que apura a superfície comercial com projectos de edificação autorizados para o futuro próximo. Uma estatística aparentemente imune aos ciclos económicos… A cada novo ano os metros quadrados adicionais mantêm-se em níveis muito expressivos contribuindo para fomentar uma ideia … Ler mais