Tarifários da EMEL passam para 5 zonas

A EMEL – Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa vai passar a ter um novo regulamento de estacionamento que irá implementar, entre o segundo semestre de 2019 e o ano de 2020. Uma das alterações mais significativas é a de que os tarifários da EMEL passam para 5 zonas das atuais 3 (verde, amarela e vermelha). O regulamento em causa estará em consulta pública até ao mês de setembro só podendo ser aprovado após essa data.

 

Tarifários da EMEL passam para 5 zonas

Além das já existentes zonas com custos de €0,80/hora na zona verde, €1,20/hora na zona amarela e de €1,80/hora na zona vermelha surgirão a zona castanha (€2/hora) e zona preta (€3/hora).

À data em que escrevemos a primeira versão deste artigo ainda não era conhecido em detalhe, o novo mapa de zonas tarifárias da EMEL na cidade de Lisboa. Da apresentação pública do regulamento resultou apenas a indicação de que estas zonas mais caras abrangerão a Avenida Fontes Pereira de Melo e na Avenida da Liberdade.

 

Outras alterações no novo regulamento EMEL

Foram anunciadas mais alterações no regulamento.

  • Nomeadamente, novos preços para os dísticos de estacionamento de residentes. O primeiro dístico que tinha um custo administrativo de €12 passará a ser gratuito.
  • O terceiro dístico com um custo global de €132 deverá ver o seu preço aumentado nas zonas que venham a ser classificadas como tendo mais procura (o novo preço não foi revelado nem, tão pouco, as zonas onde ocorrerá o aumento).
  • As famílias com 3 ou mais filhos, enquanto tiverem uma criança com, até 2 anos, poderá reclamar lugar de estacionamento à porta de casa, um pouco à semelhança do que acontecer com quem tem deficiência.
  • As zonas vermelhas passarão a poder usadas para estacionar por parte dos residentes que tenham essas zonas prevista como 2ª zona no seu dístico de residente.
  • Os residentes sem carro mas que invoquem mobilidade partilhada terão um estatuto especial.
  • As tarifas em alguns estacionamentos irão descer.
  • Adicionalmente, a Câmara Municipal de Lisboa, indicou ter intenção de definir novas regras para cargas e descargas, empresas, veículos de turismo e estacionamento de velocípedes (incluindo trotinetes).

 

Logo que sejam conhecidos mais detalhes do Regulamento Geral de Estacionamento e Paragem na Via Pública daremos dele nota neste e em outro artigos.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.